sábado, 20 de outubro de 2018

70 anos de Tio Patinhas

70 anos de Tio Patinhas

Tio Patinhas é de longe meu personagem Disney preferido. Eu poderia escrever um livro só com a história dele em minha vida. Mas irei resumir aqui e comentar por quê eu acho que você deveria ler este especial de aniversário de 70 anos do sovina mais apaixonante de Patópolis.

Muquirana !

A quantidade de palavras que aprendi lendo quadrinhos Disney é quase tão vasta quanto ao tanto que eu me diverti ao consumi-los. Não apenas palavras, mas muito do comportamento empreendedor, da persistência ( e a diferença entre teimosia, persistência e obsessão ) da aventura exploratória e a paixão por história e arqueologia que sempre me permearam a imaginação e o gosto nasceram das páginas deste Quaquilionário Escocês.

Criado por Carl Barks  em 1947, a edição traz ( mais uma vez ) a primeira aparição do Tio Patinhas em uma revista em quadrinhos na famosa “Natal nas Montanhas“. Em um desenho animado de 1942, conhecido como “The Spirit of’43“, um personagem muito parecido com o Tio Patinhas, mas que não tem nome mencionado aparece. Se baseando visualmente neste personagem, Barks adicionou a personalidade de Ebenezer Scrooge. Este personagem famoso por ser um grande velho egoísta, rico e sovina do clássico “Um Conto de Natal” do Inglês Charles Dickens. Assim, criou uma história que seria o marco inicial deste tio rico do Donald testa a coragem do sobrinho apenas como diversão.

Este comportamento de se manter (mais) rico a cada segundo, além de sempre buscar formas de fugir do tédio enquanto economiza cada centavo é a característica mais importante e marcante do Tio Patinhas e isso se perdura em cada história, cada tirinha e sempre com fidelidade a princípios morais que variam no detalhe e se mantém na essência em toda aparição.

Estes anos fizeram bem

Os 70 anos do Tio Patinhas traz 25 histórias cuidadosamente escolhidas pela equipe da Editora Abril, que edita Donald e sua turma desde 1950. Vale a curiosidade de que Pato Donald é a revista que inaugura a editora que, depois de tantos anos, deixará de publicar a franquia este ano. Certamente é um marco importantíssimo pro mercado editorial no Brasil e, mais ainda pro fã Disney.

É possível presenciar a conquista da moedinha número 1, seu primeiro trabalho como engraxate, suas aventuras na época da mineração e corrida do ouro no Klondike. Desde seu grande amor de juventude, a famosa Dora Cintilante e todas as peripécias e mecanismos de defesa pra manter a caixa forte segura dos seus inimigos. Seja a Maga Patalójika em busca da número 1, sejam os metralhas, ou os rivais milionários Patacôncio e Pão-Duro McMoney ( meu preferido, hehehe ). Tio Patinhas sempre, sempre consegue sair vitorioso no final… e mais rico também.

Tio Patinhas é aquele velho que nunca fica velho. Ele já é super velho desde sempre, mas ainda luta e escala como ninguém, ainda se enfia em aventuras e arrasta o Donald e os Sobrinhos e quem mais estiver disponível. Geralmente, o Donald está sempre em alguma dívida com o Tio e quando não é isso, o poder de persuasão do velho sovina é infalível. Tanto que partiu para a TV pra fazer muito sucesso e popularizar de maneira eterna ao estrelar Ducktales, os Caçadores de Aventura que depois ainda recebeu algumas edições em quadrinhos que você também pode conferir neste livro.

O tempo passa e tudo muda, mas nada muda.

Diversos artistas puderam criar aventuras e desenhar os patos. Desde italianos, holandeses, americanos até brasileiros. O Tio Patinhas inspirou cenas de Indiana Jones e é o personagem mais rico do mundo. Embora Mickey, Pateta e Donald sejam as estrelas mais visíveis, nenhum nunca vai ser tão grande quanto o vigoroso Quaquilionário Tio Patinhas.

Quer ler algo muito rico ? Leia os 70 anos do Tio Patinhas !

Abraços do Quadrinheiro Véio.

 

Conheça mais posts e resenhas do Tio Patinhas, aqui !

Visite meu canal no YouTube: http://www.youtube.com/oquadrinheiroveio

About The Author

Sou um leitor de Quadrinhos e fã de cinema desde que me entendo por gente. Minha primeira "revistinha" ganhei da minha mãe em 1983 e desde então não parei mais de ler. Portanto este é um blog de um cara que começou a ler HQs há mais de 30 anos e continua apaixonado por este universo !

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *