sábado, 20 de Janeiro de 2018

Batman: Noites de Gotham

Batman: Noites de Gotham

Olá amigo Quadrinheiro.

aa-capa-restaurada47Tenho certeza de que não me lembro muito bem o que me levou a comprar a edição especial de Batman: Noites de Gotham. Lembro que não a comprei nova, no lançamento. Mas a capa havia ficado na minha cabeça. Então, um dia na banca do Paulinho, a melhor e mais popular branca de Quadrinhos usados aqui da minha cidade, encontrei a revista e comprei poucos meses após seu lançamento original em junho de 1994. Tempo, hein ? Pois é… Ah, meus 18 anos… rs…

Batman: Gotham Nights foi uma mini-série que foi lançada nos EUA em 1992. Curiosamente, chegou ao Brasil apenas 2 anos depois. Esta já era uma época em que o atraso de 4 anos estava diminuindo e a gente conseguia ler as HQs um pouco mais rapidamente. Aqui, ela chegou em um encadernadinho com 100 páginas pela abril jovem, com aquele papel terrível de sempre, mas que a verdade é que a gente nem sabia que era tão ruim assim.

Gotham_Nights_Vol_1_3Esta mini-série se passa em Gotham mas não é sobre o Batman, mas sobre como Gotham funcionava. As tais noites se referem muito mais ao inconsciente coletivo da cidade, seus próprios terrores noturnos, as pessoas e suas mentes e pensamentos. E em como a cidade e o próprio morcego interferem em tudo o que acontecia. Então, a revista reune o dia a dia de 4 núcleos aparentemente sem ligação que em um determinado momento tem seu caminho cruzado. Sabe quando você está em um momento singular, em que algo acontece e muda o rumo simultaneamente de muitas pessoas? Tipo isso. E esta revista mostra como chegou a este ponto. O que cada um dos envolvidos fazia antes deste momento fatídico acontecer e como este momento em especial afetou a vida delas.

Gotham_Nights_Vol_1_2O mais legal mesmo é que o Batman é mero coadjuvante no processo todo. É mais um cidadão de Gotham, sendo apenas ele mesmo. Acho legal. É o ponto de vista do cidadão comum. Acredito que esta mini-série merecia ter sido lançada com mais glamour, e embora ao ler eu tenha ficado muito contente, também fiquei muito  impressionado por ter o Batman tão bonito na capa e não ser ele o personagem principal, mas sim a cidade. Gotham é o personagem principal desta HQs.

1-1O autor é John Ostrander. E ele tem uma forma bem densa de entrar na cabeça das pessoas. Os diálogos são muito bonitos, filosóficos. Os personagens vivem suas vidas e tem seus pensamentos e sofrimentos. Muito conflito interno, alguns com loucuras, outros com arrependimentos e alguns apenas com seu dia a dia conturbado para sobreviver. E um casal idoso com muito amor a ensinar, que leva a Bruce Wayne a uma atitude linda ao declarar seu amor por Gotham. Os traços são de Mary Mitchell e são muito bonitos, coerentes com a época, ainda na pegada oitentista, traço regular, quadros retangulares certinhos, mas com uma percepção de expressão facial muito boa. Embora bem datado, sua arte é sequencial e positiva pois embora não destaque, não incomoda a leitura. Ela transforma o roteiro inteligente em algo que transmite o sentimento que o argumentista propõe. A coloração é beeeem no estilo clássico de HQ’s. Aquelas cores fortes, sem gradiente, sem tonalização. Muito uso de azul pras áreas noturnas e escuras e do amarelo onde se pede mais atenção. Eu sou nostálgico, adoro isso.

1225425-19767_20060510184201_largeSe você é fã das histórias do Batman, se curte Gotham e quer conhecer mais sobre a psiquê da maior cidade dos EUA no universo da DC Comics, esta revista é uma boa pedida. Não pode ser considerada uma obra prima, mas pode ser considerada uma leitura mais profunda do que a maioria e merecia uma boa republicação no formato americano, com papel decente.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

gotham-nights-2-page-17

gotham-nights-1-page-23

gotham-nights-1-page-24 gotham-nights-1-page-15

About The Author

Sou um leitor de Quadrinhos e fã de cinema desde que me entendo por gente. Minha primeira "revistinha" ganhei da minha mãe em 1983 e desde então não parei mais de ler. Portanto este é um blog de um cara que começou a ler HQs há mais de 30 anos e continua apaixonado por este universo !

Related posts