terça-feira, 21 de novembro de 2017

Batman – Silêncio

Olá, Quadrinheiros ! Batman Silencio
A vida continua !
 
Batman Silencio
No post de hoje falarei sobre esta saga que é um grande momento do homem morcego: Batman – Silencio ( Hush ). Esta saga originalmente publicada em 2002/03, em Batman 608 até 618 tem uma pegada sensacional. E sendo o Batman um dos grandes personagens da DC, esta saga define e homenageia ele de muitas formas, seja ao usar vários dos inimigos dele, seja ao colocá-lo como o grande detetive que é, seus dramas, personalidade e pensamentos… e com um extra: mais uma pequena surra dele no Super-homem !! Não que eu não gosto de azulão, eu gosto… mas é legal ver o Batman bater no Super… muito legal. E uma coisa que mostra Batman Silenciobastante nesta HQ é que o esforço do Bruce pra manter seu foco é quase hercúleo. Ele só não é um louco por muito pouco… não pode se desviar nem um minuto, porque a depressão e culpa que ele sente são enormes, deixando-o numa linha bem fina entre a loucura e a paranoia e a sensatez. Também é possível perceber o nível de narcisismo que ele tem, por se achar responsável por tudo… mesmo quando as vezes a lucidez bate e ele percebe que não é bem assim, que todos tem escolhas, independente dos atos dele mesmo. 
Batman SilencioEm Hush somos introduzidos a um novo vilão, conhecido como Silêncio. Interessante perceber que este apelido é dado a ele pelos outros vilões. Ele mesmo não se auto denomina desta forma. Uma coisa legal de ler um encadernado ( como foi o meu caso, já que li as edições 1 e 2 da nova coleção de graphic novels da DC, lançada ainda em fase de testes pela Eaglemoss ) é que não temos que ficar um ano na angustia. Por outro lado, não temos tempo de ficar realmente angustiados por um período longo, consumindo muito rápido uma história que eu amaria ter degustado na época dela e no tempo dela. A angustia de não saber quem está por trás, mas com tudo tão bem amarrado, é uma dor gostosa de sentir. É muito legal a gente ficar tentando investigar junto com o maior detetive do mundo e, uma coisa mais legal ainda é quando você começa a deduzir tudo antes do próprio personagem e começa a torcer por ele. Quadrinhos tem que emocionar, sempre menciono isso, e em Silêncio, a gente é pego em diálogo interno e em conflito de sentimentos o tempo todo.
Batman Silencio

O fator psicológico envolvido em HQ´s do Batman são, para minha pessoa, o maior atrativo. Adoro os diálogos internos, os pensamentos, a forma como ele se move interiormente. A neurose dele beira a psicose e isso deixa ele muito apaixonante. Em “Silêncio” ele não chega perto de enlouquecer como na “Queda do Morcego” mas só porque o vilão não desejava isso. O vilão, louco demais também, queria apenas mostrar que era superior e ao final se mostrou um psicopata muito bem construído. De forma muito inteligente, Jeph Loeb amarra a saga do começo ao final e as Batman Silenciolembranças do passado vão dando pistas o tempo todo até o final. Aliás, acho que o final poderia ser um ‘pouquinho’ melhor, mas mesmo assim, a saga inteira é ótima. O envolvimento de quase todos os personagens da ‘familia morcego’, até mesmo a Caçadora, é algo gostoso de ler. Sou muito fã da fase do Neal Adams no cruzado emcapuzado, pelo fator detetivesco e Loeb traz isso de volta muito bem. As mudanças nos vilões de poio são ótimas, bem como suas motivações muito bem definidas. A obstinação do Batman em resolver o caso ficando dias sem dormir é muito bem pensado, deixa o personagem descuidado e isso voga em favor da história. A forma com que as amizades são exploradas também é muito legal. Se uma pessoa conhece pouco da história do Batman, ao ler Silêncio, consegue ficar a par de muitas passagens importantes na vida dele porque muito é citado e considerado para elevar o nível do conflito interno do Bruce Wayne.

Batman Silencio

 E nos desenhos, o grande Jim Lee, pra mim um dos grandes desenhistas que revolucionou os anos 90, junto com Todd Mc Farlane e alguns outros. E com o traço mais amadurecido sem perder a personalidade de suas achuras. Lee tem uma pegada que definiu o estilo de muitos desenhistas, mas ele tem uma vantagem que poucos puderam seguir: Seus quadros de movimento e ele não ‘posteriza’ o tempo todo. Odeio esta mania de alguns desenhistas de fazer uma capa por quadrinho ( hehehe ), acho tão forçado e narcisista… mas o Jim Lee não. Ele empolga. Só gostaria que ele colocasse orelhas maiores no morcego… hehehe…  Ao menos o Batman dele, mesmo bem escuro, é azul e cinza. Não curto muito o Batman de preto. ( véio é fogo !! ) E se precisa de mais motivos para ler esta edição, te dou dois: Mulher-gato e Hera Venenosa. Elas estão ótimas e não apenas no visual. Prefiro a Hera de cabelo liso, mas o cabelo crespo dela nesta história também ficou muito bom. E já ia  Batman Silencio me esquecendo, uma das características mais importantes do Jim Lee são os olhos. Passe um tempo só prestando atenção nos olhares que ele desenha. Os olhos são personagens a parte. Se ele desenhasse um quadrinho mudo, só pelos olhos entenderíamos todo um diálogo. Acho isso ótimo nele. É um dos poucos desenhistas pós anos 90 que eu digo que gosto, porque sou fã demais dos desenhistas dos anos 70 e 80. Adoro os Romitas, Byrne e Frank Miller. Gosto muito mesmo. E Jim Lee está num patamar que poucos dos anos atuais tem.

Bom, é isso… Batman Silêncio impressiona, resgata e emociona. Simples assim. Não está entre as maiores histórias do Morcegão, mas fica muito perto !
 
Abraços do Quadrinheiro Véio.
 
Batman Silencio
 

About The Author

Related posts

4 Comments

  1. oquadrinheiroveio

    Poxa, Vagner !! Agora vc me deixou apetitoso pra ver estes extras da edição da Panini… rs… rs…
    Esta edição Batman e Robin eu comprei, mas ainda não deu nem pra tirar do plástico ainda… hahaha !! Obrigado pelo seu coment, vc sempre complementa as matérias !
    Abraços !

  2. vagner araujo

    Fala meu amigo Quadrinheiro!!
    Que surpresa ver essa edição aqui!! Essa eu considero um clássico moderno!! Roteiro, diálogos, arte e colorização. Trabalho sensacional mesmo! Além do Batman ser meu favorito da DC.
    Me empolguei do inicio ao fim desta edição. Eu também peguei o encadernado da panini (pena que com capa cartonada), e os extras são muito bons, formando uma edição bem robusta. Considero este um dos melhores trabalhos de Jim Lee desde x-men.
    E o roteiro…nossa, que saga bem contada! Há um fio delineador por todas as edições, e quer saber, para mim esta saga nasceu com a classe de uma graphic novels, repare que o andamento é de uma edição única. A vantagem da edição da panini é uma introdução e um interlúdio exclusivos que são bacanas…
    E sinceramente, o grande vilão acabou por me surpreender, não esperava que fosse justamente ele…(não, não vou dar spoilers…é uma história de detetive, certo??) Aqui em minha cidade ainda não achei essa coleção da DC, mas certamente será outra que vou acompanhar para compras pontuais, e não toda a coleção. Mas se tem algo do morcego que eu gostaria de rever é "As dez noites da besta", um história que ao meu ver é muito subestimada. Seria muito bom ter essas duas lado a lado aqui em casa (hehehe)

    Abração meu amigo, e até a próxima!!

    PS: Comprei 3 edições em promoção na fnac e mau posso esperar para chegar: X-men, Dias de um futuro esquecido (a salvat deixou de fora, é mole???), Batman e Robin, edição definitiva (440 pg) do Grant Morrison, Vingadores, Revolução. Abastecendo o estoque para as férias…hehehe.

  3. oquadrinheiroveio

    Obrigado Mauricio. Eu queria ter visto esta edição encadernada da Panini também e confesso que dei uma boa enrolada para ler Silêncio… sempre tive medo dos anos 2000 nos quadrinhos. Adoro estar errado nestes casos ! Realmente o Batman de preto é bem mais ameaçador, acho que eu gosto do Azul/cinza pela minha nostalgia mesmo…
    Obrigado pelo seu comentário e fique sempre a vontade pra expor sua opinião, tá ?
    Abração !

  4. Mauricio da Costa

    Post muito bacana. Adoro esta saga. Tenho a versão encadernada, da Panini pude ler de uma vez. Concordo com tudo , exceto pelo Batman de azul. Pois acho , na minha opinião ,que de preto ele fica mais ameaçador.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *