CCXP lança aplicativo oficial com informações do festival

CCXP lança aplicativo oficial com informações do festival

Já é possível conferir parte das programações dos Auditórios Cinemark XD, Ultra e Prime. Software terá a lista de todas as marcas, um mapa interativo do evento e vai oferecer a possibilidade de personalizar a experiência

372349 920093 logo oi

São Paulo, 8 de novembro de 2019: Imagine uma maratona com 37 horas de painéis com artistas, bate-papos, premières e masterclasses, mais de 500 mesas no Artists’ Alley, ativações das principais marcas e estúdios, área de board games e um universo de cosplays. Parece muito, mas essa é só uma parte de todo o conteúdo da CCXP19, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Para ajudar os fãs que querem conhecer todos os mundos do maior festival de cultura pop do planeta, está disponível para download gratuito o aplicativo oficial do evento – compatível com os sistemas Android IOS.

O aplicativo da CCXP19 vai reunir as informações oficiais do festival e será atualizado de acordo com os anúncios que acontecerem até lá. Para os fãs mais ansiosos, já é possível conhecer parte das programações dos Auditórios Cinemark XD, Ultra e Prime tanto no app quanto no site. Além dos horários e detalhes dos convidados, também será possível ver todas as marcas, estúdios, áreas e opções de alimentação. Um mapa interativo também vai ajudar para que nenhum aventureiro fique perdido em outras galáxias ou nos corredores do evento. E quem quiser se organizar para não esquecer nenhuma atividade, ainda vai poder personalizar a experiência “favoritando” os conteúdos na área “minha CCXP”.

Elenco da CCXP19

Alguns estúdios já começaram a anunciar seus elencos para esta edição. A Warner confirmou as participações de Gal Gadot e a diretora Patty Jenkins para um painel sobre a continuação de Mulher-Maravilha. Para falar sobre o filme “Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa)”, que tem lançamento previsto para 2020, estarão presentes Margot Robbie, Ella Jay Basco, Mary Elizabeth Winstead, Jurnee Smollet-Bell e Rosie Perez (Renee Montoya). Para delírio dos fãs a Netflix traz o elenco da aclamada série “La Casa de Papel”: Pedro Alonso (Berlin), Alba Flores (Nairóbi), Darko Peric (Helsinki), Rodrigo de la Serna (Palermo) e Esther Acebo (Estocolmo). O estúdio também surpreendeu o público com a vinda de Ryan Reynolds e do diretor Michael Bay para falar sobre seu novo filme “Esquadrão 6”.

A CCXP19 investiu em convidados do universo das séries de TV: Iain Gleen (Game of Thrones e Titans), Lana Parrilla (Once Upon a Time) e Lesley-Ann Brandt (Lucifer), entre outros. O festival também oferece aos fãs dos quadrinhos a possibilidade de ver de perto seus artistas preferidos no maior Artists’ Alley do Hemisfério Sul. São mais de 500 quadrinistas do Brasil e do mundo. Entre os estrangeiros estão Neal Adams, Joëlle Jones, Frank Quitely, Eduardo Risso e Charlie Adlard. Nomes consagrados no cenário nacional como Mike Deodato Jr., Laerte, Germana Viana, Rebeca Prado, Ju Loyola, André Dahmer, Robson Rocha, Jun Sugiyama e Alexandre Carvalho também estarão presentes. Já a lenda viva Frank Miller estará no evento para a celebração oficial dos 80 anos do Batman, em sessões de Fotos & Autógrafos anunciados em breve.

CCXP19  

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)
Ingresso: Esgotados
Horários: Quinta-feira e Sexta-feira, das 12h às 21h. Sábado, das 11h às 21h. Domingo, das 11h às 20h.

Sobre a CCXP – Em 2018, o festival recebeu 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se estabelecendo mais uma vez como o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Saiba mais em www.ccxp.com.br.   

GAL GADOT E A DIRETORA PATTY JENKINS ESTARÃO NA CCXP 2019

GAL GADOT E A DIRETORA PATTY JENKINS ESTARÃO NA CCXP 2019

GAL GADOT E A DIRETORA PATTY JENKINS ESTARÃO NA CCXP19 PARA UM PAINEL ESPECIAL DE MULHER-MARAVILHA 1984, FECHANDO O EVENTO DE FORMA INESQUECÍVEL PARA OS FÃS E INICIANDO A CONTAGEM REGRESSIVA PARA A ESTREIA DO FILME EM 2020

Em parceria com o Twitter, o painel da super-heroína da DC será transmitido ao vivo para que fãs de todos os lugares possam fazer parte da apresentação em São Paulo, levando a CCXP ao mundo – e o mundo à CCXP

Em homenagem ao Dia da Mulher-Maravilha, comemorado hoje em todo o mundo, a Warner Bros. Pictures anuncia que a Mulher-Maravilha 1984 encerrará a CCXP deste ano de modo inesquecível no domingo, 8 de dezembro. A apresentação no Auditório Thunder Cinemark XD contará com várias estreias, incluindo a primeira participação da estrela Gal Gadot e da diretora Patty Jenkins no evento, que apresentarão o primeiro trailer do filme, previsto para chegar aos cinemas em junho do próximo ano.

E, pela primeira vez na história da CCXP, o painel será transmitido ao vivo no Twitter, conectando em tempo real as estrelas e os 3.500 fãs presentes no local aos fãs da Mulher-Maravilha em todo o mundo. Além disso, os participantes do painel poderão ver tweets de fãs ao redor do mundo em uma tela gigante no palco. O painel também contará com um bate-papo com as estrelas e outras grandes surpresas.

Para seguir o evento ao vivo: o perfil @WonderWomanFilm vai transmitir o evento ao vivo, com outros perfis do Twitter ao redor do mundo compartilhando a transmissão. Os fãs também terão a oportunidade de se inscrever para receber novidades sobre Mulher-Maravilha através do perfil @TwitterMovies.

E você ? Vai ver a Gal Gadot na CCXP 2019 ?

Sobre o filme

Avançando para a década de 1980, a próxima aventura nos cinemas da Mulher-Maravilha a coloca frente a novos inimigos. Mulher-Maravilha 1984, da diretora Patty Jenkins, é estrelado por Gal Gadot no papel-título ao lado de Chris Pine como Steve Trevor, Kristen Wiig como A Mulher-Leopardo, Pedro Pascal como Max Lord, Robin Wright como Antíope e Connie Nielsen como Hipólita. Jenkins dirige a partir de um roteiro que escreveu com Geoff Johns e Dave Callaham, com história de Jenkins e Johns.

Charles Roven, Deborah Snyder, Zack Snyder, Patty Jenkins, Gal Gadot e Stephen Jones produzem o filme. Rebecca Steel Roven Oakley, Richard Suckle, Marianne Jenkins, Geoff Johns, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Wesley Coller são os produtores-executivos. O filme é baseado nos personagens da DC. Mulher-Maravilha foi criada por William Moulton Marston.

Juntando-se a Jenkins nos bastidores estão vários membros de sua equipe de “Mulher-Maravilha”, incluindo o diretor de fotografia Matthew Jensen, a designer de produção indicada ao Oscar Aline Bonetto (“O Fabuloso Destino de Amélie Poulin”), a figurinista ganhadora do Oscar Lindy Hemming (“Topsy-Turvy: O Espetáculo”). O editor indicado ao Oscar Richard Pearson (“Voo United 93”) está editando o filme.

A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da Atlas Entertainment/Stone Quarry, um filme de Patty Jenkins, Mulher-Maravilha 1984. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

Sobre a CCXP19

Em 2018, o festival recebeu 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se estabelecendo mais uma vez como o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019  
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

Saiba mais em www.ccxp.com.br

Leia mais sobre a Mulher Maravilha e a CCXP.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

 

Star Wars – O Clamor das Sombras – Darth Vader

Star Wars – O Clamor das Sombras – Darth Vader

Olá Quadrinheiro.

Recebi de presente de um inscrito do canal a revista Star Wars – Darth Vader e O Clamor das Sombras, uma edição legends que conta a história de um clonetrooper que se decepcionou com os Jedi e buscou ser um seguidor do então iniciante e maldoso Darth Vader.

Já vou começar dizendo que é uma das melhores histórias de quadrinhos que eu li baseadas em Guerra nas Estrelas. Eu andava bem decepcionado com o que eu andava lendo e havia um tempo que eu parei de procurar algo legal de Star Wars para ler. Quando o amigo Guilherme me enviou a revista, com Darth Vader logo na capa, uma história com o nome dele eu pensei: “Bom, é o Vader, né… vou ler.“. Pra quem não sabe, em toda a saga Star Wars, meu personagem preferido é, de longe, Darth Vader. Mesmo com toda a humanização exagerada do personagens depois das prequels, ainda continuei gostando dele. E é justamente porque esta HQ mostra o lado mais vilanesco dele que eu acredito ter gostar mais da edição. 

A história de um Clone

A princípio, imaginei que fosse uma história do Vader. Mas ao começar a ler, você percebe que é uma história com o Vader, mas contada e sob o ponto de vista de outra pessoa. Começa pouco antes do Episódio III e se extende por alguns anos depois.

A gente conhece a história, praticamente a biografia, de Hock. Um clonetrooper que lutou nas guerras clônicas e ao cai da nave de comando durante uma batalha, foi abandonado pelo seu comandante cujo nome não é citado, mas me parece Agen Kolar. Abandonado, no meio do deserto, reflete sobre sua existência, relembra seu treinamento, sua criação e resolve ser uma pessoa independente, ter mente própria, não deixar que sua origem e ausência de nome próprio o definisse. Decide ter personalidade.

Hock se salva, passa a ajudar um fazendeiro do planeta que caiu e frequenta um bar onde ouve muitas histórias. Cada vez mais alimentando seu ódio pelos Jedi, já que se sentiu traído e abandonado por eles. Entre elas se destaca sempre as histórias sobre um bravo Lord Sith chamado Darth Vader que começava a se destacar nas conquistas do Império e era um grande caçador e matador de Jedi. Hock decide que vai se unir a ele. Deixa a fazenda, corta cabelo e se alista no império. Em pouco tempo, por sua determinação e habilidade, se destaca e acaba sendo escolhido pelo próprio Darth Vader para integrar suas linhas. 

Lembrando que se trata de uma história “Legends“, ou seja, não mais cânone. Não entra como oficial na timeline Disney de Star Wars. 

A partir disso, percebemos um soldado que mais habilidoso que começa a duvidar do Império. Ele percebe que não é bem como ele imaginava. Não são os mocinhos da liberdade e paz que o discurso do Imperador dizia.

Não vou te contar o final, mas te digo que a narrativa, idéia e criatividade são muito boas e dignas de uma época em que Star Wars tinha uma outra forma de ser. Mais fiel a George Lucas, menos focada no publico Disney. E eu gostei muito de como a história caminha, como ela mostra Darth Vader como o grande vilão e cheio de ódio e total ausência de misericórdia. Aquele Darth Vader que fomos levados a crer que ele era antes de revelar seu passado, seus conflitos, sua dúvida. O vilão “preto no branco“, sem nuances de cinza. Fora que eu tenho um carinho especial pelos clones, e ter uma HQ toda de um clone é um grande prazer.

A Edição

Darth Vader – O Clamor das Sombras foi lançada no Brasil pela Panini, em um encadernado que reune as edições 1 a 5 da original Star Wars – Darth Vader and the Cry of Shadows de 2016. O nome faz sentido no final da história. O papel e capa são bons e está ao preço de R$ 18,90. Fácil de encontrar, esta edição tem roteiro de Tim Siedell que também escreveu Star Wars Darth Vader e o Nono Assassino ( publicado também pela Panini no Brasil ) e o desenho de Gabriel Guzman que tem outras publicação de Star Wars e Cable da Marvel. O desenho é competente e acerta no emocional, com ângulos ousados. Quem está acostumado a ler HQ’s de Star Wars sabe que raramente são os artistas top de linha que são selecionados para os projetos, porém O Clamor das Sombras é uma boa excessão. Cores de Michael Atiyeh fecham com nuances de profundidade sem deixa de ter os tons fortes que uma HQ pede. É uma boa arte no geral.

 

Gostei ? 

Sim, Darth Vader – O Clamor das Sombras tem o que dá de melhor de Star Wars, traz lendas, traz emoção, aventura, biografia e a reflexão sobre a ganância do poder versus a insignificância de uma existência manipulada. Tanto do clone, quanto do próprio vilão. Aqui, o vilão é o momento galático. E, como sempre em Guerra nas Estrelas, temos o grande braço forte assassino dando as caras, mas quem é o grande manipulador, que faz tudo acontecer, é o Imperador.

Recomendo a leitura.

Abraços do Quadrinheiro Véio.

Mais sobre Star Wars no canal: http://www.youtube.com/oquadrinheiroveio

Leia mais sobre Star Wars Capitã Phasma aqui no blog !

PB – Problemas Brasileiros – Edição Especial

PB – Problemas Brasileiros – Edição Especial

Recebi aqui a edição especial da Revista PB – Problemas Brasileiros com formato de Quadrinhos. É a edição de set/out de 2019. E embora seja uma publicação que exista desde 63, eu não a conhecia ainda. A Revista PB se propôs a criar uma forma de falar sobre política utilizando a linguagem dos quadrinhos. Nunca tentativa de atrair um publico que não goste muito de política e pra tentar levar estes temas e matérias pra quem curte comics. Vale mencionar que a Revista PB venceu a etapa regional (São Paulo) do Prêmio Aberje na categoria Publicações e é finalista da premiação nacional. 

Em circulação desde em 1963, a revista traz reportagens que refletem as transformações do País nas áreas de política, economia, gestão pública, educação, saúde, cultura, comportamento, meio ambiente e inovação.  Com um acervo de mais de 450 edições, procura ouvir especialistas do cenário nacional, bem como retrata anônimos que protagonizam a história brasileira do dia a dia. A revista tem circulação bimestral e tiragem de 15,5 mil exemplares.

Politica em Quadrinhos.

Eu não sei… acho que o publico de política é um publico diferenciado. Quem curte política não precisa que seja em forma de quadrinhos. E quem lê quadrinhos, não é muito de curtir quadrinhos só porque é uma HQ.  Eu não conheço o publico da revista, mas acho que não é um publico que aprecia quadrinhos e não acredito que o formato possa atrair leitores diferentes do que a revista já tem. O editorial é o que conta na maioria das vezes e não apenas a forma. E nem todo mundo tem cabeça e coração abertos quando o tema é política. Ainda mais problemas… Problemas Brasileiros. E a gente sabe que temos.

A primeira matéria, que é a principal, traz uma entrevista com 10 novos deputados eleitos, que não eram políticos de profissão antes e estão começando suas carreiras em Brasilia. Falam sobre renovação. Mas não sei se pela falta de experiência ou mesmo pelo tema ser meio cabeludo, acho que a linguagem não encaixou bem no formato de quadrinhos. A arte é bonita, preto e branco com contraste forte, não caricata, e nem no estilo comics. Busca uma realidade na forma e expõe o que parecem ser trechos escolhidos de entrevistas e, pelo tom das exposições, a revista não se mostra imparcial, uma vez que a opinião da entrevistadora aparece nas entrelinhas do que é contado. Não vou entrar no conteúdo, porque não é bem o caso. Acho apenas que a transição para os quadrinhos não ficou tão boa, acho que faltou algo. Ficou no meio, nem quadrinhos, nem texto. Me pareceu forçado. Eu não conheço os responsáveis pelo projeto e por isso, não posso afirmar se conhecem ou não sobre quadrinhos, sobre linguagem de quadrinhos. Mas o resultado ficou com a impressão de ser algo feito por quem não conhece bem de quadrinhos, mas tentou adaptar… sabe ? A revista é competente, mas a transição, ficou meio amadora.

A revista é grande, tem 48 páginas, papel reciclato de boa qualidade e gramatura. Traz texto e opinião também.

O que eu concluo é que não consigo avaliar se o formato funciona para um publico de quadrinhos, mas esta edição não me foi muito atrativa. Acho que temas como política funcionam melhor quando são base de construção de uma história e não foco principal. Penso que a leitura completa das entrevistas com os deputados, por exemplo, traria mais interesse do que a forma aparentemente superficial e resumida que a edição trouxe e isso se torna até um pouco cansativo de ler até o final. A iniciativa é ótima, gosto de tudo que é inventado de novo. Acho que o caminho é legal, é inovador. Talvez a forma que tenha sido feita é que precise ser repensada.

A distribuição é em bancas e lojas especializadas ao preço de R$ 15,90 e o projeto pertence ao Fecomercio ( www.fecomercio.com.br )

Abraços do Quadrinheiro Véio.

 

CCXP19 abre inscrições para o Concurso Cosplay

CCXP19 abre inscrições para o Concurso Cosplay

Dividida em duas etapas, a primeira com participação do público na internet, competição contará com jurado internacional e premiará vencedor com carro 0 km

Os cosplayers já podem começar a se preparar para mais um ano de disputa acirrada na CCXP. Estão abertas, a partir de hoje (segunda-feira, 14), as inscrições para o Concurso Cosplay, uma das atrações mais aguardadas do maior festival de cultura pop do planeta – que acontece entre 5 e 8 dezembro, no São Paulo Expo.

O concurso será individual e com temas de personagens da cultura pop, vindos dos quadrinhos, cinema, games, séries, filmes e música, entre outros. Para participar, é necessário acessar o site https://www.ccxp.com.br/cosplay e preencher o formulário com os dados solicitados, além de enviar fotos e um vídeo da performance.

Será possível se inscrever até o dia 28 de outubro (segunda-feira) e os participantes devem usar todos os recursos à sua disposição para caprichar no seu costume. A primeira etapa classificatória acontece na internet. O público vai poder votar nos cosplays preferidos pelo site entre 29 de outubro e 11 de novembro. Já no dia 12 de novembro serão conhecidos os finalistas que vão ganhar credenciais para todos os dias de festival e participar da grande final, que acontece no dia 8 de dezembro e vai contar com o cosplayer italiano Leon Chiro no corpo de jurados. O prêmio principal para quem ficar com o título de Master Cosplay da CCXP19 é um carro 0 km, além de credenciais Full Experience da CCXP20.

Os cosplayers são uma parte muito importante da grande celebração à cultura pop que é a CCXP. Eles dão mais vida ao evento e fazem um sucesso enorme com o público e na mídia. Nosso concurso é uma forma de dar mais visibilidade a estes artistas, que passam o ano inteiro pensando em como se superar nos costumes e nas performances. E quem não for selecionado para a grande final não precisa desanimar. Todo mundo é bem-vindo! A gente prepara com muito carinho toda estrutura para receber os cosplayers com o maior conforto possível e organiza um desfile nos três primeiros dias de festival, que têm como prêmio credenciais para a CCXP20”, conta Marcelo Forlani, sócio-fundador da CCXP.

Realizados na quinta-feira, sexta-feira e sábado, os desfiles não fazem parte do Concurso Cosplay, mas também acontecem no Creators Stage. Qualquer cosplayer que estiver no evento pode participar, desde que faça sua inscrição no Cosplay Universe – área pensada exclusivamente para esses artistas. O espaço conta com um camarim equipado com guarda-volumes (vagas limitadas), espelhos e bancadas para maquiagem, provadores para troca de roupa e cosplay helper, para aqueles ajustes de última hora.

CCXP19
Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)
Sobre a CCXP – Em 2018, o festival recebeu 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se estabelecendo mais uma vez como o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Saiba mais em www.ccxp.com.br.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

Trigg lança cartão de crédito do Coringa

Trigg lança cartão de crédito do Coringa

Após sucesso dos cartões dos heróis  da Liga da Justiça – Batman, Mulher-Maravilha e Superman -,  no mês dos 80 anos do Batman, fintech lança o cartão do vilão mais icônico do mundo de entretenimento.

Após o sucesso dos cartões do Batman, Mulher-Maravilha,  Superman e Aquaman (edição limitada), a Trigg e a Warner Bros Consumer Products se unem novamente para trazer o cartão de crédito exclusivo do Coringa. A novidade chegou nesta quarta-feira, 18 de setembro ao mercado, mesma semana dos 80 Anos do Batman, para deixar a coleção de cartões dos heróis da DC ainda mais completa. Desta vez com o vilão mais icônico do universo do entretenimento.

Coringa, um dos maiores vilões da DC Comics, é o quinto personagem a estampar os cartões da Trigg. “Estamos muito felizes em lançar um cartão de vilão! Ainda mais um personagem que traz um humor sádico e uma loucura única. Ele apaixona e encanta os fãs. Estamos “quase” mais animados com o Coringa do que com os heróis!“, brinca Marcela Miranda, Head da Trigg. “Esse lançamento faz parte do que acreditamos como empresa, a conexão emocional com o nosso público. Lançar novidades dentro do universo geek tem sido incrível para a nossa relação com o mercado e com todos que curtem a Trigg. É mais um motivo para comemorar!“, explica Marcela.

Novos e futuros clientes Trigg têm, agora, a opção de escolher entre seis artes, sendo as duas cores originais, grafite ou verde, e os quatro modelos com personagens DC. Para aqueles que já são clientes Trigg, o cartão geek pode ser solicitado na Store do App. Lembrando que é possível manter mais de um cartão ativo. 

Acompanhando o universo geek, a Trigg é o cartão de crédito oficial das próximas três edições da CCXP. Clientes Trigg têm 20% de desconto nos ingressos da CCXP19, que acontecerá entre 5 e 8 de dezembro de 2019, no São Paulo Expo. Para os interessados na modalidade “ingresso social“, o desconto é de R$10,00, com limite de quatro ingressos por CPF – desconto não cumulativo com a meia-entrada. Além disso, o cartão Trigg dá direito a descontos de 20% nas seguintes lojas: Loja Oficial CCXP, Harry Potter Store, Omelete Store, Chiaroscuro e na assinatura do Omelete Box, tanto nas lojas físicas dentro da CCXP quanto online. Todos os clientes também possuem benefícios especiais Visa, por ser a bandeira exclusiva do cartão Trigg.

Isso é especial demais !
Abraços do Quadrinheiro Véio !

Guará lança três novas HQs de seu universo compartilhado !

SANTO, PÉROLA E OS DESVIANTES CHEGAM PARA CONSOLIDAR CENÁRIO INICIADO COM O DOUTRINADOR

O longa-metragem brasileiro inspirado na HQ, “O Doutrinador”, lançado em 2018, foi apenas o pontapé inicial para a ousada missão que a Guará Entretenimento se propôs, ao co-produzir o primeiro filme de super-herói do cinema nacional desde a Retomada.

Personagem criado por Luciano Cunha em 2008, o Doutrinador ganhou repercussão nas redes sociais em 2013 como um agente de forças especiais determinado a dar um fim na corrupção, caçando corruptos de todas as matizes ideológicas. Depois de ganhar o mundo, com resenhas em vários países como EUA, Inglaterra e Argentina e com cinco edições impressas esgotadas no Brasil, o Doutrinador, virou também série pelo canal Space. Ao escreverem juntos o roteiro do filme, Luciano Cunha e Gabriel Wainer acabaram criando também todo o universo compartilhado da Guará.

As três novas HQs são as primeiras obras a se juntarem ao Doutrinador no compromisso de inaugurar um novo caminho para a indústria geek no Brasil.

O lançamento acontece na Livraria Folha Seca, no Rio de Janeiro, no dia 02 de maio e na Loja Monstra, em São Paulo, no dia 07 de maio. As obras contam com edições luxuosas, impressas em papel couché e recheadas de páginas extras que mostram o processo criativo dos artistas.

“Criar personagens com potência para se transformarem em produtos multiplataforma, como aconteceu com o Doutrinador, é um desafio muito grande. É um caminho que gigantes como Marvel e DC trilharam e a gente quer se espelhar nisso. Por que não?” diz Luciano Cunha. “Essas HQs já nascem com a vontade de passar pela porta que o Doutrinador abriu e por isso já estão negociadas para virarem projetos audiovisuais. A gente acredita que isso muda a cena para todos os artistas de HQ, todos ganham com isso,” acredita Gabriel.

SANTO – Sinopse

Salvador Sales é um professor solitário que rejeita sua mediunidade, latente desde os quatro anos de idade. Mas ele presencia um brutal ataque a um centro de umbanda, perpetrado por uma sociedade secreta que revive o Círculo Vril, uma tenebrosa mistura de magia negra e arianismo. Ele então decide usar seus poderes paranormais para  combater os fanáticos e descobre um influente político por trás do grupo. Enquanto forças espirituais poderosas se envolvem numa verdadeira guerra entre luz e sombras, Salvador encontra seu ideal de luta contra falsos profetas.

 

 

 

 

 

OS DESVIANTES – Sinopse

Em Os Desviantes, o Universo Guará entra com os dois pés no gênero de fantasia: neste Brasil, voar é possível, a junção do homem com o computador é uma realidade para poucos e ser herói é uma questão mais necessária do que nunca.  Num país ainda mais dividido entre ricos e pobres, as castas privilegiadas – a chamada Fortaleza – tenta dominar as zonas periféricas auto-proclamadas Resistência, onde vivem os desamparados, as cobaias para experimentos transumanos.

É na luta entre essas duas forças que nossos improváveis heróis Fióti, Tom e Anita entram em cena. Uma guerra civil ideológica-tecnológica, onde voltar para casa será uma aventura épica.

 

 

PÉROLA – Sinopse

Pérola abandona sua cidade para se aventurar em uma grande metrópole e esquecer seu passado. O que ela não imaginava é que teria que testar seus limites e desafiar seus traumas para que sua irmã, Belinha, percorresse um caminho bem diferente do dela.

Aprendendo a viver com novos “poderes”, ela vai desbravar o Brasil de uma forma que nenhum homem jamais conseguiu, mas que todas as mulheres já tiveram vontade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre a Guará Entretenimento

A Guará Entretenimento é um misto de editora, produtora e núcleo criativo que pesquisa, produz e publica HQs brasileiras com potencial transmídia, visando transformar personagens de quadrinhos em marcas para consumo geek e licenciamentos.

Localizada no Rio de Janeiro, a Guará co-produziu O Doutrinador para os cinemas em 2018 e série para o Canal Space que estreia em agosto de 2019. Criamos um universo de protagonistas genuinamente nosso, com a cara do Brasil. Os produtos são feitos por artistas brasileiros espalhados por todo o país. O lema da empresa é: “Nossas cidades, nossos problemas, nossos heróis.”

Abraços do Quadrinheiro Véio !

Embarque no mundo geek com seleção de livros da Estante Virtual

Curadoria reúne obras geeks, inclusive “Raízes do mal”, livro recém-lançado sobre a série Stranger Things

O dia 25 de maio é uma data importante para a comunidade geek. Também chamado de Dia da Toalha pelos fãs de “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, a data passou a ser considerada o Dia do Orgulho Nerd após os fãs notarem que a primeira vez que o filme foi exibido nos cinemas também ocorreu em um 25 de maio. Pensando nisso, a Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br), portal de livros que reúne diversos sebos e pequenas livrarias de todo o Brasil, preparou uma seleção com 75 obras para entrar no clima dessa data especial e aquecer os leitores para a nova temporada da série Stranger Things, que estreia 4 de junho na Netflix.

“Essa é uma curadoria feita especialmente para os fãs e admiradores do universo geek. Como há títulos que custam a partir de R$ 4,00 (quatro reais), é uma grande oportunidade para quem deseja aumentar as coleções de quadrinhos e livros das sagas”, comenta Erica Cardoso, gerente de Marketing da Estante Virtual.

O destaque da seleção é o primeiro livro oficial da série Stranger Things, que foi lançado recentemente. “Stranger Things – Raízes do Mal”, escrito por Gwenda Bond, explora o passado de dois importantes personagens enigmáticos da produção: Terry Ives, a mãe de Eleven, e o dr. Martin Brenner, o homem que separou as duas. A obra é encontrada na Estante com preços a partir de R$ 31,00 (trinta e um reais

“O Guia do Mochileiro das Galáxias”, de Douglas Adams, sai a partir de R$ 8,00 (oito reias) na Estante Virtual. A obra encanta gerações de leitores ao redor do mundo com seu humor afiado ao contar as aventuras espaciais do inglês Arthur Dent e de seu amigo Ford Prefect pelas galáxias. Ainda nesse contexto de espaço sideral e universo, o livro “Os Filhos de Odin”, de Padraic Colum, mostra a origem das histórias dos personagens fatídicos Odin, Thor e Loki; onde Asgard foi construída; e o que estava escondido durante o Ragnarök, o Crepúsculo dos Deuses. O título está à venda na Estante por R$ 12,00 (doze reais).

Vencedor de renomados prêmios da ficção científica “Encontro com Rama”, de Arthur C. Clarke, narra a história de uma terrível colisão de um meteorito contra o continente europeu e faz com que a humanidade una esforços para evitar que catástrofes dessa natureza voltassem a acontecer. O livro sai por R$ 15,00 (quinze reais) na Estante Virtual. Outro que faz sucesso com o público é o “Jogos Vorazes”, de Suzanne Collins. Esse é o primeiro livro de uma trilogia que conta a história da nação Panem, formada por 12 distritos. A Capital, cidade sede do governo, demonstra seu poder sobre a população dos distritos através dos Jogos Vorazes, uma competição anual onde dois jovens de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte. É possível encontrar a saga por R$ 5,00 (cinco reais) na Estante Virtual.

A lista geek completa pode ser conferida no site da Estante Virtual.

Criada em 2005, a Estante Virtual acabou de ultrapassar a marca de 22 milhões de livros vendidos em todo o País. É o mais democrático e-commerce brasileiro de livros, sendo reconhecida por exaltar a literatura e a arte brasileira. Com mais de 5 milhões de leitores cadastrados e 2.600 livreiros em sua rede, a Estante Virtual comercializa livros novos, seminovos e usados, em um acervo que já soma cerca de 18 milhões de livros.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

A Saga de Thanos | vol.1

A Saga de Thanos

Olá Quadrinheiro.

Com o “fechamento” do MCU com o filme Vingadores Ultimato, acredito que muita gente tenha ficado ainda mais curiosa sobre o “tal” Thanos. Afinal, que vilão é este ? Temos acesso a ele primeiro durante sua ascensão e glória em Vingadores Guerra Infinita ( referência direta à saga homônima nos quadrinhos, mas que pouco te a ver com a versão cinematográfica ), e depois vemos sua queda e derrota em Avengers Endgame. Aliás, tem vídeo pacas sobre isso no canal.

Depois de alguns lançamentos, inclusive um BOX contendo 3 edições de luxo – CRUZADA INFINITA – GUERRA INFINITA – DESAFIO INFINITO, chega aos leitores A SAGA DE THANOS – Volume 1, com o surgimento das primeiras histórias do Titã bem antes dele encontrar as jóias da alma, que depois ele viria a rebatizar como Jóias do Infinito.

“Him”

Este primeiro volume se destaca ainda mais porque ele realmente te prepara, te traz edições clássicas dos anos 70, em que o Quarteto Fantástico encontra com a Coméia enquanto esta cria o “Ser Supremo” e precisa da ajuda de Alícia Masters, namorada do Coisa, para conseguir chegar perto “dele”, já que ele brilhava muito e poderia cegar um humano comum. A SAGA DE THANOS reune a sequencia correta de leitura, partindo de Fantastic Four 66-67, Thor 165-166, Marvel Premiere 1-2, a mini-série Warlock 1-8, Incredible Hulk 176-178, Iron Man 55 e Captain Marvel 25-27. Fala sério, é muita coisa boa junta !

Eu gosto deste momento, quando grandes personagens nascem e tem complexidade filosófica e teológica complexa. Traz aprendizado e reflexão. Hoje em dia, pouco do que leio me faz pensar como os quadrinhos me faziam nesta época. Atribuo grande parte do meu “eu” questionador e pensante, curioso e estudioso, ao que os quadrinhos me apresentaram. Em sua maioria no que foi publicado durante os anos 70 e 80. Tudo era assim ? Não. Mas a essência da maioria continha um nível de profundidade fascinante. Sou grato a isso.

Adam Warlock surge nestas páginas desde sua concepção. Seu momento de chegada à terra após encontro do o Alto Evolucionário que foi quem deu a ele sua jóia esmeralda, ainda não conhecida como jóia da alma, e que viria a ser a primeira jóia do infinito conquistada por Thanos anos depois ao vencer o Intermediário em um estratagema digno de um trapaceiro de primeira, nos domínios do Lorde Caos e Mestre Ordem. Ao receber a pedra, Adam tem acesso ao seu verdadeiro “EU”. E ao vir pra Terra sem memória recebe o nome de Adam Warlock.

Se conhece a Marvel apenas nos cinemas e se questiona “Como este tal Warlock pode ser tão importante nas HQ’s de Thanos e não aparecer nos filmes?“, saiba que ele foi citado em dois momentos. Uma delas em Thor 2 e em Guardiões da Galáxia 2. Mas apenas seu casulo na cena pós-créditos. Aliás e inclusive, ele é nomeado como Adam por Ayesha, líder dos Soberanos como o “ser” que ela está criando para derrotar os Guardiões. Isso deixou os fãs de Thanos das HQ’s apreensivos porque na saga original das jóias do infinito ele tem papel central. Muito acima dos Vingadores. Aliás, ele apenas usa os Vingadores.

E no cinema, o foco foi na turma do Tony Stark. Não haveria espaço para um personagem tão forte. A adaptação dos cinemas é linda e eu adoro. Mas é apenas baseada em fatos dos quadrinhos, sendo muito, muito diferente do original. E não vejo problema algum nisso. Quem sabe ele surge como inimigo em Guardiões 3, ou em algum novo filme do MCU na fase 4 ? Eu sei que eu quero !

A SAGA DE THANOS volume 1 traz muito mais do que apenas a primeira aparição do personagem em Iron Man #55 em fevereiro de 1973, mas o que antecedeu seu surgimento, o nascimento de Drax, e o começo da personalidade do vilão. Em seguida, ele retorna nas páginas de Captain Marvel de maio de 1973, já mais próximo do que iremos conhecer. Este primeiro volume serve pra apresentar o personagem. Ele apresenta Adam Warlock, contextualiza ambos e no volume 2, parte para a primeira grande saga do Titã roxo.

Lee, Thomas, Starlin

Temos o destaque da criação de Thanos nas mãos de Jim Starlin que na época escrevia e desenhava o Homem de Ferro. Mas esta edição encadernada A SAGA DE THANOS marca mais por ter muitas histórias de Stan Lee com Jack Kirby. Principalmente a criação de Adam Warlock. Seu começo em Fantastic Four #66, ainda como “ELE” e depois em Marvel Premiere #1, como Adam Warlock. Esta já nas mãos de Roy Thomas que desenvolveu o personagem até Jim Starlin colocar Thanos no meio e partir pro que viria a ser as Sagas do Infinito. 

 A Saga de Thanos vol 1 reune muitas revistas e por isso, diversos desenhistas. Além de Kirby e Starlin, encontre Gil Kane, Sal Buscema, Tom Sutton, Bob Brown e Herb Trimpe ( ele mesmo, o primeiro a desenhar o Wolverine em Hulk #180, duas edições depois ). É uma coleção de traços típicos dos anos 70, com riqueza narrativa com muitos textos e pensamentos. E além de Lee, Thomas e Starlin, também roteirizam Mike Friedrich, Ron Goulart, Gerry Conway e Tony Isabella.

Ao final da edição, uma pequena ficha biográfica de cada um deles fecha o volume de 448 páginas que a Editora Panini trouxe. E se você estiver interessado, encontre na Loja Panini ( aqui ).

Se recomendo ?

Sim, recomendo demais A SAGA DE THANOS. Mesmo que eu já tenha lido alguma destas histórias que saíram pela Abril, tê-las reunidas desta forma, com qualidade e carinho e com um preço que eu realmente acho que compensa, faz valer o investimento. Acho que um fã de quadrinhos, mesmo os que vieram por causa do cinema, merecem se dar um presente destes. Qualidade de uma época de ouro, de imaginação fértil e ainda pré-comercial. Ainda sendo direcionada pelos criativos e não pela contabilidade da editora.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

CCXP inicia hoje a venda de ingressos para sua 6ª edição

CCXP inicia hoje a venda de ingressos para sua 6ª edição

Primeiro lote estará disponível no site do festival a partir das 20h. Os ingressos de quinta e sexta permanecem com os mesmos valores de 2018

Contagem regressiva para o maior festival de cultura pop do planeta. Começa hoje (terça-feira, 9), às 20h, a venda do primeiro lote de ingressos da CCXP, que acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Os fãs que adquirirem as entradas com antecedência poderão garantir menores valores. Os preços para os dias mais baratos – quinta e sexta-feira – permanecem os mesmos de 2018: R$ 90,00 (meia-entrada) e R$ 180,00 (inteira). Também será possível comprar o ingresso social, a partir de R$ 110 – para quem levar um livro em bom estado para doação. Os ingressos estarão disponíveis pelo site do evento (www.ccxp.com.br).

Além dos ingressos convencionais, também começam as vendas do pacote Epic Experience que custará R$ 1.300,00 no primeiro lote, sem opção de meia-entrada e ingresso social. A credencial dá direito a participar da Spoiler Night, no dia 04 de dezembro, a entrar uma hora mais cedo em todos os dias do festival, a uma foto ou um autógrafo com um dos artistas convidados, além de um kit especial com camiseta, pin, cordão e pôster oficial do festival, assim como descontos nas  lojas Omelete Store, Mundo Geek, Harry Potter, Oficial CCXP e Chiaroscuro Studios.

Haverá ainda a venda do pacote Full Experience, que garante os mesmos benefícios do Epic, além de entrada VIP, acesso ao VIP Lounge com alimentação e serviço de concierge, estacionamento VIP, entrada exclusiva no Auditório Cinemark XD com lugar reservado, quatro colecionáveis exclusivos da Iron Studios, sacola exclusiva, um pôster oficial autografado e uma foto e um autógrafo com quatro dos artistas convidados. As entradas custam R$ 8.000,00, sem meia-entrada e ingresso social.

A cada ano que passa a gente consegue fazer uma CCXP com experiências ainda mais surpreendentes, que vão desde encontros com astros e estrelas de Hollywood até palestras com conteúdos relevantes relacionados ao mercado de cultura pop. São momentos inesquecíveis, tanto para o público quanto para os convidados! Em 2018, tivemos sold out no sábado e no domingo, além dos ingressos Full Experience que esgotaram logo nos primeiros dias. Esperamos repetir o sucesso este ano”, conta Pierre Mantovani, CEO da Omelete Company.

Os profissionais da indústria do entretenimento também poderão adquirir suas entradas para o Unlock CCXP, que teve seus ingressos esgotados em 2018. O evento acontece nos dias 3 e 4 de dezembro e reúne os maiores nomes do mercado para dois dias de palestras, painéis e trocas de experiências. As entradas também estarão disponíveis no site da CCXP, por R$ 1.800,00 no primeiro lote.

Em sua última edição, a CCXP recebeu 262 mil visitantes – mantendo o posto de maior festival de cultura pop do planeta. O primeiro lote será vendido até o dia 30 de abril. A venda do segundo lote acontece entre 1º de maio e 31 de julho, enquanto o terceiro e último lote será vendido entre 1º de agosto e 4 de dezembro. Após 4 de dezembro, os ingressos remanescentes serão vendidos na bilheteria do festival com novo valor, que não é considerado um novo lote.

Serviço CCXP

1º lote – a partir das 20h, de 9 de abril até 30 de abril

Quinta-feira: R$ 180,00 (inteira), R$ 90,00 (meia) e R$ 110,00 (ingresso social).
Sexta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).
Sábado: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social).
Domingo: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (ingresso social).
4 dias: R$ 960,00 (inteira), R$ 480,00 (meia) e R$ 540,00 (ingresso social)
Epic: R$ 1.300,00
Full: R$ 8.000,00
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.800,00

2º lote – de 1º de maio até 31 de julho
Quinta-feira: R$ 200,00 (inteira), R$ 100,00 (meia) e R$ 120,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 260,00 (inteira), R$ 130,00 (meia) e R$ 150,00 (ingresso social).
Sábado: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).
Domingo: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (ingresso social).
4 dias: R$ 1.060,00 (inteira), R$ 530,00 (meia) e R$ 590,00 (ingresso social)
Epic: R$ 1.400,00
Full: R$ 8.000,00
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 1.900,00

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro
Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (ingresso social).

Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (ingresso social).
Sábado: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (ingresso social).
4 dias: R$ 1.180,00 (inteira), R$ 590,00 (meia) e R$ 650,00 (ingresso social)
Epic: R$ 1.500,00
Full: R$ 8.000,00
Unlock (evento voltado para profissionais do mercado de entretenimento): R$ 2.000,00

CCXP19

Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP

Abraços do Quadrinheiro Véio