Marvel Origens – A Década de 1960

Origens Marvel – A Década de 1960.

Olá Quadrinheiro,

decada-de-60-09233067d7a5151e9c22923f64560751-480-0O post de hoje é sobre um dos volumes da Coleção Oficial de Graphic Novels da Salvat, e justamente a edição Clássicos I, que em sua composição reune com qualidade 10 origens dos personagens Marvel que surgiram nos anos 60. Vale ressaltar a qualidade das publicações. Eu realmente ainda me surpreendo com os dias atuais, em que edições com este nível chega em nossas casas.

Em minha infância a gente acompanhava as edições naquele tamanho pequeno, o conhecido “formatinho“, que todo mundo fala mal. Mas quem cresceu lendo as “revistinhas” da Ebal e Abril tem muita gratidão por ter tido acesso, mesmo com papel esquisito e algumas mudanças do enquadramento. Afinal, quando a gente é criança, o que vale é a história. Adulto chato é que fica preocupado com o papel, no final das contas é a viagem proporcionada o que realmente conta.

022d79fecfb6face6624d58df5b9a972Cabe até um adendo: As histórias pré anos 90 tinham mais texto, mais narrativa. Os anos 90 foram uma grande transição, onde os quadrinhos começaram a ter o foco principal pra parte visual. Não é a toa que cada quadrinho parecia um pôster e os roteiros foram muito sofríveis. Talvez por isso que a qualidade do papel e da revista em geral, formato maior e como o original tenha precisado ir pra patamares melhores. Acho que agora estamos começando a chegar em um equilíbrio.

Mas retomando o assunto do post, este encadernado tem as origens de: Quarteto Fantástico (Fantastic Four 1), Homem-Aranha (Amazing Fantasy 15), Hulk (Incredible Hulk 1), Demolidor (Daredevil 1), Homem de Ferro (Tales of Suspense 39), X-Men (Uncanny X-Men 1), Vingadores (Avengers 1), Capitão América na era moderna (Avengers 4), Homem-Formiga (Tales to Astonishing 27) e Vespa (Tales to Astonishing 44).

Tudo se resume à emoção.

rsz_untitled-8000000-620x915Não tem sentido algum eu falar pra você sobre cada uma das edições que compõe o livro. Provavelmente você já leu ou já conhece o que está nestas histórias. Afinal, se você está aqui neste blog, é fã de quadrinhos como eu, ou até mais fã. Mas vou compartilhar um pouco do sentimento. O sentimento de ler isso tudo ( no meu caso, reler ).

Histórias em quadrinhos fazem parte de toda a minha vida. Ganhei minha primeira HQ aos 6 anos, e eu já lia fluentemente. Eu praticamente não sei o que é a vida sem HQ’s. Quando eu tive acesso as histórias desta edição, um bom tempo depois, e claro, não ao mesmo tempo, era em algum extra em alguma revista. Era muito raro ter re-publicações, não havia internet, o acesso era muito limitado.

As redes sociais eram a escola ou os amigos dos parentes. Era muita sorte conhecer alguém que tivesse alguma revista que você queria ler, e mais sorte ainda se esta pessoa emprestasse pra você. A gente tinha que ficar esperto nas sessões de cartas, onde os editores respondiam as duvidas e curiosidades dos leitores. Ou quando alguma origem era recontada ou referenciada em alguma outra história. Sinta-se privilegiado por poder ler isso com tanta facilidade nos dias de hoje. Aliás, hoje em dia o problema é outro. Se nos anos 80 nosso problema era a falta de acesso, hoje em dia não temos todo o tempo que precisamos pra ler tudo o que chega facilmente as nossas mãos.

Uma época emergente

antmanwithantsA inocência e o sensacionalismo imperam nestes quadrinhos. O que era tido como o “supra sumo“, ou “excelsior” nos anos 60/70 era o quanto era grandioso imaginar aqueles seres e aqueles poderes. Stan Lee não poupa frases de efeito, como: “Metade homem, metade monstro, o poderoso Hulk emerge da noite para ocupar seu lugar entre os mais estupendos personagens de todos os tempos!“. Era uma época de novidades. Os personagens sensacionais existiam em livros clássicos. Monstros sensacionais como o Monstro de Frankenstein, Drácula, Lobisomem, Múmia, Zumbis, etc… povoavam as mentes.

AF15P07Mesmo a DC Comics tendo vindo antes, não preenchia uma lacuna que espertamente o visionário Stan Lee percebeu e preencheu. Inspirado no Dr. Jekyll / Mr. Hyde de o Médico o Monstro, aparecia o Hulk. O super-soldado americano que se sacrificou na guerra reaparece congelado. A ciência e a radiatividade trazendo grandes avanços e inseguranças, principalmente com a bomba atômica e a radiatividade inspirando a criação dos 4 Fantásticos, do Demolidor, do Cabeça de Teia e até do próprio Hulk. Os avanços da medicina criando o casal da Formiga e da Vespa. A tecnologia avançada de uma super-armadura no Invencível Homem de Ferro ao mesmo tempo que uma inspiração para trazer a tona a percepção do preconceito racial foi a tônica principal para a criação dos mutantes X-Men.

Toda inspiração de Stan Lee, veio de sua percepção de gerar de alguma forma, uma identificação entre os personagens e seus leitores. Suportado completamente pelos fatos mais atuais da época, em que as pessoas tinha acesso apenas pelos jornais e da recém criada televisão, que poucos tinham acesso, este gênio saiu criando ( ou re-criando ) muitos e muitos seres incríveis e inspiradores.

O traço de Jack Kirby, Steve Ditko e companhia é uma delicia de ver. São os pais do movimento, da fluidez. O pensamento não era sobre a beleza, mas em contar a história. Hoje em dia eu percebo que os desenhistas praticamente fazer uma capa por quadro… é muita pose e pouco movimento. Bem diferente do original. Não acho que algo seja ruim, é apenas diferente.

Apenas por um segundo.

tumblr_nnj5em2eaT1qc8b0ao6_1280Meu convite a você, amigo que acompanha este blog, não é na história pela história. Mas a um exercício de transporte da sua mente. Faça uma pequena dinâmica, se imagine sendo um jovem leitor de “comics” nos Estados Unidos dos anos 60. Localize-se temporalmente. Transporte-se pra lá. Imagine como seria ler uma revista em quadrinhos como estas, quando os Westerns e Contos de Terror dominavam as bancas, e uma nova área se expandiu.

A DC Comics estava recentemente retornando de seu hiato temporal, iniciando sua conhecida era de prata dos quadrinhos. Renovando os clássicos Super-Homem, Flash, Mulher Maravilha, Batman, Lanterna Verde e criando novos heróis. Cada vez mais e mais inspiradores e incrivelmente superiores aos outros mortais do planeta. Enquanto a Marvel chegava com heróis adolescentes, onde a identificação imperava. Inspiração e identificação. Esta é pra mim a principal diferença entre Marvel e DC. E, por favor, você não precisa escolher uma.

À você é dada a dádiva de ler e curtir ambas. Que grande época pra se gostar de Super-heróis. Quanto entretenimento temos, não é ? Como pode ver, uma longa caminhada aconteceu entre o surgimento dos personagens, seu amadurecimento, até chegar aos cinemas do mundo todo. Se tornaram conhecidos, reconhecidos e amados por pessoas de todo o globo. Sempre somos e seremos carentes de salvadores, seja alguém que nos inspire a sermos melhores, seja pra nos fazer perceber que já somos.

Esta edição não traz a origem do Thor e do Doutor Estranho, me parece que ela virá em outra edição da mesma coleção. Segue a galeria de capas ao final deste texto.

Saudosamente me despeço.

Grande abraço do Quadrinheiro Véio !

PS: Conhece o Canal do YouTube ? Passa lá: www.youtube.com/oquadrinheiroveio

Origens Marvel

1355017-uxm_v1_001_01

2615127-talestoastonish027

af2f190ee3546619dedfb6345fae295b

amazing_fantasy_15_by_ads1230-d3h3c8e

Avengers-1-Jack-Kirby

demolidor 1

ff_1reprocover_by_blade1158-d6l98lf

hulk01fc

tales-of-suspense-39-iron-man-cover-1963

VéioCast #9 – Cinema, Séries, BvS BluRay

Véio Cast #9 – Cinema, Séries, Batman Vs Superman BluRay

Olá Quadrinheiro !

Um pouco mais tarde do que de costume, segue o VéioCast #9 ! Esmiuçamos mais sobre as novidades do BluRay de Batman Vs Superman, falamos sobre Rogue One, Independence Day, Marvel vs Fox, Boyega em novo filme, Bryan Cranton como Zordon nos Power Rangers e as nerdices de sempre.

Ouça aí !

Abraços do Quadrinheiro Véio !

 

VéioCast #6: GoT, DC Comics, Cinema, Séries e mais

VéioCast #6: Bate papo Nerd/Geek: Game of Thrones, Cinema, Séries, DC Comics, e mais

Se você acompanha nosso canal, sabe que temos um PodCast semanal: o VéioCast !

Esta semana, o bate-papo Nerd/Geek: Star Wars: Game of Thrones, Cinema, Séries, DC Comics, e mais umas coisinhas. A gente comenta, brinca, fala besteira, situa… sempre com aquele modo de falar, experiente… mais de 30 anos lendo e acompanhando HQ’s de heróis. E a gente curte muito dividir isso com você.

Ouça, baixe, comente !

E acesse o canal aqui: www.youtube.com/oquadrinheiroveio

Abraços do Quadrinheiro Véio e do Fábio Renó !

VéioCast #5: Star Wars, Carros 3, e mais nerdices…

VéioCast #5: Bate papo Nerd/Geek: Star Wars:Rogue One, Ghostbusters, Carros 3, Dublagem, X-Men Apocalipse, Warcraft, Anita

Se você acompanha nosso canal, sabe que temos um PodCast semanal: o VéioCast

Esta semana, o bate-papo Nerd/Geek: Star Wars:Rogue One, Ghostbusters, Carros 3, Dublagem, X-Men Apocalipse, Warcraft, Anita (quase) dublando Arlequina e mais umas coisinhas. A gente comenta, brinca, fala besteira, situa… sempre com aquele modo de falar, experiente… mais de 30 anos lendo e acompanhando HQ’s de heróis. E a gente curte muito dividir isso com você.

Esta semana gravamos por Skype, por isso não ficou tão legal quanto a gente gostaria… o próximo volta ao normal. Esta semana a gripe nos pegou pesado !

Conseguimos não falar de Game of Thrones. Mas comentamos sobre os rumores de que o novo Star Wars: Rogue One não agradou aos executivos da Disney que pediram muitas refilmagens. Também falamos sobre a participação de Dan Aykroid em um novo spot de TV de Ghosbusters como motorista de taxi (???!?!?!?!? ), sobre Carros 3 da Pixar, alguna incoerencia em X-Men Apocalipse, e mais umas coisinhas que a gente achou relevante.

Ouça, baixe, comente !

E acesse o canal aqui: www.youtube.com/oquadrinheiroveio

Abraços do Quadrinheiro Véio e do Fábio Renó !

VéioCast #4: GoT, DC Comics e mais…

VéioCast #4: Bate papo Nerd/Geek: Game of Thrones, DC Comics, Warcraft, Disney, Capitão América, Star Trek…

Se você acompanha nosso canal, sabe que temos um PodCast semana: o VéioCast

E agora, também poderá acompanhar aqui pelo blog, não é legal ?

Esta semana, o bate-papo Nerd/Geek: Game of Thrones, DC Comics, Warcraft, Disney, Capitão América, Star Trek e mais umas coisinhas. A gente comenta, brinca, fala besteira, situa… sempre com aquele modo de falar, experiente… mais de 30 anos lendo e acompanhando HQ’s de heróis. E a gente curte muito dividir isso com você.

Impossível a gente não falar de Game of Thrones nestas semanas, já que está “em cartaz”. Além disso, a DC resolveu remodelar-se de novo, a Marvel resolveu tornar um Capitão América um farsante da Hydra, trailers novos de Star Trek, Independence Day… Novo filme de Warcraft que já está sendo mal falado pacas… e mais algumas rabugices dos véios.

Ouça, baixe, comente !

E acesse o canal aqui: www.youtube.com/oquadrinheiroveio

Abraços do Quadrinheiro Véio !

Guia: Como começar a ler Quadrinhos Marvel

Guia: Como começar a ler Quadrinhos Marvel

E meu convidado Danilo Gonçalves retorna com seu guia. Espero que goste e visite o canal dele também.

=========================================

Olá, tudo bem com vocês, estamos de volta ao blog do quadrinheiro com o nosso guia “Como começar a ler quadrinhos”. O primeiro post desta série você encontra AQUI e nele falamos sobre a DC Comics, hoje é dia de falarmos da Marvel!

No Guia da DC Comics tentamos apresentar os principais personagens, apresentar os diferentes universos e finalizamos com grandes sagas, o da Marvel será um tanto diferente devido à diversidade de equipes, heróis e universos! Apresentaremos aos novos leitores as equipes, os diferentes heróis, e finalizaremos com grandes saga. Partimos de 3 princípios para lhes indicar essas histórias: 1° A qualidade da história, é claro, escolhemos as melhores de cada personagem, a facilidade em encontrar tais histórias, seja online ou para compra, e por fim histórias que você já tenha tido contato em outras mídias da Marvel, gerando o apego necessário e apresentando histórias que se aproximem do que o novo leitor já acompanhou em outras mídias!

Vamos ao guia começando pelas equipes:

A Marvel no inicio dos anos 60 enfrentava um problema, a Liga da Justiça da América elevava as vendas da DC Comics as alturas e os heróis quase deuses da concorrente encantava os leitores pelo mundo! Então um camarada tentou mudar essa situação criando também a sua equipe, porém a ideia do editor conhecido como Stan Lee foi trazer heróis mais humanos, com problemas reais, em situações do dia a dia, nascia então o Quarteto Fantástico, a partir daí a Marvel recuperava notoriedade abrindo portas para as outras equipes da Marvel, Os Vingadores, Os X-Men e posteriormente os Guardiões da Galáxia!  Separamos histórias dessas equipes que as apresentam não em sua origem, mas em fantásticas histórias.

Quarteto Fantástico – Dia do Juizo Final : Stan Lee e Jack Kirby.QUARTETO_FANTASTICO_A49_1343653940B

Nessa fantástica história temos a vinda de Galáctus anunciada por um visitante e a destruição é iniciada até a posterior chegada de Galáctus. Aqui conhecemos os poderes do Quarteto, a inteligência do Senhor Fantástico e sua família. Uma bela história para te introduzir nesse universo da família de heróis mais famosa dos quadrinhos. 

Avengers_Vol_3_20Os Vingadores – Ultron Ilimitado : Kurt Busiek e George Perez.

Sem duvida a melhor história sobre Ultron, aqui ele se estabelece como um dos maiores vilões dos Vingadores ao destruir uma nação inteira. Uma história complexa de Kurt Busiek e magnificamente ilustrada por George Perez. O heroísmo e a humanidade dos heróis são apresentados e a equipe de heróis da Marvel testada até os seus limites.

supremosOs Supremos: por Mark Millar.

Os Supremos são uma versão dos Vingadores criada para o Universo Ultimate da Marvel. Um universo um tanto quanto mais adulto que é surpreendente. Se você gosta de Vingadores, “Os Supremos” irão te impressionar com esse tom mais obscuro e absolutamente diferente do Universo Regular da Marvel. Post do blog aqui.

X MEN A SAGA DA FENIX NEGRA DEF PAN 2015 12 c1X-MenA Saga da Fenix Negra: Maravilha de Chris Claremont e John Byrne.

Uma das mais fantásticas histórias em quadrinhos já feita! Jean Grey é exposta a uma radiação mortal que eleva seus poderes ao máximo. Todo esse poder transforma Jean em um alvo de Mastermind e o desenrolar da trama é fantástico. Essa história te apresenta aos poderes dos X-Men e está presente em qualquer top 10 da Marvel! Enfim, aprecie essa Fantástica saga!

Guardiões da Galáxia #01Guardiões da Galaxia – Now : de Brian Bendis e Steve McNiven.

Aqui vemos a equipe espacial da Marvel se unindo ao Homem de Ferro em uma batalha incrível. Perfeitamente desenhada por McNiven, a imersão nessa história é incrível, o desenvolvimento dos personagens junto com um roteiro amarrado dão um excelente tom a HQ! Um ótimo começo com a equipe Galáctica da Marvel!

Ok por enquanto ?

Aqui terminamos de apresentar as equipes da Marvel, e começaremos a apresentar alguns arcos individuais que valem a pena ler, valem a pena não, são quase obrigatórios na verdade! Ainda na tentativa de apresentar heróis mais próximos da realidade a Marvel criou os heróis de rua, aqueles que quando não estavam combatendo o crime estavam lutando contra os problemas do cotidiano! Vamos a dois deles!

Homem_Aranha_A_ltima_Ca_ada_de_KravenHomem-Aranha: A última caçada de Kraven : por J. M DeMatteis e Mike Zeck.

Aqui temos um Peter Parker sendo levado ao extremo e passando pelo grande clichê dos quadrinhos onde o vilão toma o lugar do herói! Clichê, mas não leve isso como algo negativo, um dos maiores clássicos do aranha essa HQ te apresenta a personalidade e poderes do cabeça de teia para recuperar seu lugar. O amigo da vizinhança é testado até os seus limites e DeMatteis nos presenteia com uma história sobre obsessão e aonde ele pode levar um homem ! Post emocionado do Quadrinheiro Véio aqui !

demolidor homem sem medoDemolidor: O Homem sem Medo : de Frank Miller e Romita Jr.

Frank Miller reconta a origem do Demolidor nessa fantástica história, uma origem mais sombria e que se encaixa perfeitamente no personagem! O pai morto, o acidente, os sentidos aguçados e o treinamento tudo perfeitamente encaixado no magnifico roteiro de Miller. A história que inspirou a primeira temporada na Netflix é sem duvida uma leitura indispensável para quem está começando a se aventurar no mundo dos quadrinhos!

demolidor-a-queda-de-murdockDemolidor: A Queda de Murdock: de Frank Miller e David Mazzuchelli.

Sim, duas HQS do demolidor nessa lista, afinal, elas se completam! A melhor fase do demônio de Hells Kitchen sem duvida está assinada por Frank Miller e a queda de Murdock é algo fascinante! Mais uma daquelas que entram em qualquer top 10 da Marvel. O rei do crime descobre a identidade do Demolidor e o terror é instaurado na vida de Matt Murdock, amigos no fundo do poço e o futuro do demolidor é fantasticamente explorado na melhor história já escrita do personagem. Esta também tem post no blog aqui !

Agora chegamos ao Universo Místico da Marvel, e também para te introduzir a um personagem que chegará as telas de cinema vamos apresentar esse universo com ele, Dr. Estranho.

doutor-estranho-origemDr. Estranho – A Origem:  de Stan Lee e Steve Ditko.

Aproveitando a estreia do filme, vamos às origens do Mago Supremo para te apresentar o Dr. Estranho. Uma história magnificamente criada por Stan Lee que te ajudará a conhecer o personagem e entender esse universo místico da Marvel. Como vimos no primeiro trailer certamente a origem do Dr. Estranho será amplamente abordada no filme, então aqui você já passa a conhecer o personagem! E se quiser, veja o video do Canal do Quadrinheiro Véio, apresentando mais do personagem aqui.

Após apresentar esses personagens volto a dizer, é muito complexo criar um guia da Marvel, a diversidade que a Marvel nos apresenta é incrivelmente complexa, mas ao ler essas histórias você estará preparado para as grandes sagas da Marvel! Tão importantes na história da editora, vamos começar lá nos anos 80 com uma das maiores sagas já escritas.

marvel 01aGuerras Secretas: por Jim Shooter

Nos anos 80 a Marvel pretendia lançar uma linha de brinquedos, porém precisava de uma história marcante para isso, foi então que surgiu Guerras Secretas ( Marvel Super Heroes Secret Wars ), uma das mais incríveis sagas da Marvel! Dentro de uma premissa simples onde os heróis e vilões são levados para um planeta e levados a uma batalha. Temos cenas épicas e uma mega saga que afetou todo o universo Marvel, principalmente o futuro da Cabeça de teia! Um dos primeiros post do blog, aqui também.

Guerra Civil Panini capa-duraGuerra Civil: Mark Millar e Steve McNiven.

Sim, chegamos a ela, um dos maiores eventos da história da Marvel que dividiu o universo dos heróis. Confira o vídeo sobre Guerra Civil no meu canal, Mestres do Universo, aqui. Após um atentado que atinge Stanford levando diversas pessoas a morte o governo decide votar e aprovar a lei de registro de Super-humanos. Homem de Ferro decide apoiar o Governo, Capitão América fica do lado da liberdade dos super heróis e temos a Guerra Civil. Os outros heróis escolhem a suas causas e a porrada começa. A épica saga da Marvel que chega aos cinemas no fim de Abril/16 merece nosso destaque nesse guia, leia e aproveite!

desafio02Desafio Infinito: de Jim Starlin, George Pérez e Ron Lim

O titan louco Thanos consegue as seis joias do infinito e se torna o ser mais poderoso do universo! Já ouviu isso antes? Sim, essa saga conta essa mega batalha entre os Heróis vs Thanos. Talvês muito próximo do que veremos no cinema, essa saga nos presenteia com fantásticas lutas e o maior vilão da Marvel no máximo de seu poder! Leia Desafio Infinito e já se prepare para os próximos filmes do Universo Cinematográfico da Marvel!

Essas foram as nossas indicações na tentativa de te apresentar o universo dos quadrinhos da Marvel, teremos sim outras indicações de leituras após esse guia para te ajudar a cada vez mais se aprofundar no universo da editora!

Esperamos te ajudar e a semana que vem voltamos com o guia de outras editoras que também investem em quadrinhos de extrema qualidade! Um abraço e até a semana que vem!

Danilo Gonçalves, 26 anos, designer e fundador do Canal “Os Mestres do Universo”

Facebook: https://www.facebook.com/canalosmestresdouniverso/

YouTube: http://www.youtube.com/c/OsMestresdoUniversomdu 

Comic Con Experience SP 2015 – CCXP

Comic Con Experience SP 2015 – CCXP

Simplesmente um dos grandes momentos na vida de qualquer leitor de Quadrinhos. Se você levar em conta que sou leitor a mais de 30 anos, pode imaginar como deve ter sido estar presente neste evento dos sonhos !

Assista o video, comente e se gostar, dá aquela curtida no canal !

Abraços do Quadrinheiro Véio !

Capa-Videos-YouTube-39

Frank Miller na CCXP

Frank Miller na CCXP

IMG_0941Certamente um dos grande momentos na vida de um fã de HQ’s é poder conhecer, de perto, criadores de grandes histórias.

Neste momento, eu não sei como descrever racionalmente o sentimento de estar cobrindo a CCXP, Comic Con Experience, e ter o mestre Frank Miller no palco principal. Um bate papo muito divertido, sincero, respeitoso com este “monstro sagrado” que foi um dos grandes artistas que embalaram as maiores e melhores histórias que eu pude ler na minha infância e adolescência.

Como já disse no post anterior, Frank Miller foi o desenhista da mini série Wolverine, em 4 edições, desenhada por Chris Claremont. Emocionei em vários momentos… quando ele falou de si, quando falou sobre Cavaleiros das Trevas… do novo Cavaleiro das Trevas 3, que teve uma edição sorteada aqui no evento. Quando nos anunciou que seu próximo projeto será Simcity 1945… cara, não sei do que se trata, ele não falou mais nada sobre o assunto. Mas, precisa ? O seu trabalho todos estes anos, mesmo Cavaleiro das Trevas 2, que não é seu maior momento, já nos diz que vem coisa boa, que vem algo que vale a pena ser lido. 

Frank Miller na CCXPFrank Miller, pra mim, está no topo. Ao lado de Alan Moore, John Byrne, Neil Gaiman, Alex Ross e Mark Waid ( que tem uma ou outra história não tão boa, mas coloco no topo por Reino do Amanhã ). Tem muitos outros grandes escritores e artistas que são ótimos, mas não tem como, pra mim, pro meu gosto pessoal, superar estes nomes. Liderados mesmo pelo Frank.

Sua versatilidade e ousadia são inspiradoras. E seu estilo, mesmo sendo diferente do Alan Moore, é único.

Estou absurdamente emocionado. Este é um blog de opinião, logo, o que você lê aqui é e sempre será a minha versão. E estou muito, muito emocionado.

Este post é curto, não tenho como fazer algo maior do que isso neste momento.

Apenas não poderia deixar em branco.

Obrigado CCXP – Comic Con Experience. Não apenas por trazer este ícone, mas por me permitir ser um dos comunicadores do evento. De ser um dos poucos escolhidos a levar pra muitos fãs de HQ como eu, o que eu vi e senti aqui.

Teremos video no canal sobre o evento, além de um post gigantesco aqui no blog.

Obrigado, meus amigos, por me permitirem dividir isso com vocês.

Abraços emocionados do Quadrinheiro Véio !

Frank Miller CCXP

Frank Miller na CCXP

Trailer Guerra Civil

Trailer Guerra Civil

E finalmente o trailer de Guerra Civil foi lançado na rede mundial e causou grande alvoroço. Guerra Civil é o tema do novo filme do Capitão América e é basicamente um racha entre os Vingadores. Claro que isso vai se resolver de alguma forma, já que eles irão se unir para enfrentar Thanos nos dois Vingadores finais.

Veja o vídeo e assine nosso canal, onde expomos nosso ponto de vista sobre os acontecimentos do trailer, com a percepção dos Quadrinheiros Véios !

Abraços do Quadrinheiro Véio.

Trailer Guerra Civil

Eu Wolverine

Eu Wolverine

Olá Quadrinheiro.

Eu, Wolverine - Abril

E o artigo de hoje é da história do Wolverine que me fez conhecer e me apaixonar pelo personagem logo de cara. Ná época que eu li, foi no formatinho da abril, em 4 edições. E esta história simplesmente revolucionou minha cabeça de uma forma absurda. Eu, criança, lendo apenas umas HQ’s mais leves do Homem-aranha e companhia. No ano de 1982, este formatinho me fez viajar de tal forma que eu só queria ser o Wolverine… rs… Lembro que eu peguei um colo de cartolina duro, que era o miolo do novelo de lã da minha mãe, uma fita crepe e colei uns gravetos de bambu de fazer pipa neles. Colocava aqui nos braços e tinha as garras do Wolverine pra brincar… hehehehe… Bons tempos… A gente não tinha Wii e nem Kinect, então, tinha que viver o Wolverine na pele. Claro que eu levava uma surra dos amigos. Enquanto todo mundo fazia espadinha de cabo de vassoura, lá estava eu com 6 garras retráteis de bambu, de curto alcance… mas certamente eu era o que mais me divertia ! Tudo graças à esta HQ.

1098925Esta mini-série do Wolverine definiu o personagem de tal forma pra mim, que pra tudo que eu li dele depois eu me referencio nela. Desde os traços, aos movimentos. O comportamento, o temperamento e as atitudes disciplinadas ou não. Ela foi de tal importância que, pra mim, o melhor uniforme dele é o marrom e bege e as garras dele sempre ficam mais bem desenhadas como laminas de espada ninja. Tudo nesta HQ é perfeita. A cena do urso no começo, acompanhada da frase que marcaria o personagem pra todo sempre ” Eu sou Wolverine. Eu sou o melhor no que eu faço. Mas o que eu faço de melhor, não é nada agradável.” é a melhor definição do Logan já publicada. Rapaz, perdi a conta das vezes que eu repetia esta frase a vida toda. Imagine ser um leitor de HQ numa época que ninguém lia. Imagine um tempo em que ninguém conhecia esta frase… Hoje em dia Wolverine e vários outros heróis estão na moda. Mas nos anos 80, meu amigo, ninguém entendia lhufas do que a gente dizia. E mais ainda, você era considerado um nerd crianção. Como se não bastasse as boas notas na escola. Acho que foi apenas quando ingressei o ensino médio ( na época, segundo grau ) que conheci mais umas 3 pessoas numa escola com mais de 500 que liam HQ’s. A sensação de solidão se foi ! ( louco isso, né ? hahahahahaha ) Ter com quem falar sobre paixão é tudo de bom. Aliás, penso que muito da febre de futebol, carnaval, e outros gostos populares que existem se propagam e crescem por isso. Para que as pessoas possam ter com quem falar. Mas eu nunca gostei de futebol e carnaval, menos ainda… além de nerd eu era Heavy Metal… ( caraca… sempre excluido socialmente, né… hehehehe… de boa ). Então, encontrar pessoas que curtiam heróis foi muito legal. 
13-wolverine1-1aEu, Wolverine
é uma HQ obrigatória. Mais do que isso, é uma das primeiras mini-series focadas no Logan, que mostravam mais de sua vida além X-Men e que começou a definir um caminho pra sua personalidade. Começa a mostrar as coisas que ele se importa e começa a tirar um pouco daquela imagem de baixinho nervoso ( dizem que baixinho é mais bravo, porque o sangue sobe mais rápido pra cabeça…hehehehe ).

Vamos falar um pouco sobre a série. Já começa com o Logan no Canadá sendo ele mesmo. Primeiro ele vai atrás de um urso que havia matado umas pessoas e descobre que o urso estava envenenado e por isso, fora de si. Pelo cheiro da flecha do caçador, ele encontra o cara em uma cabana. Esta sequencia já vale a edição. Sem exageros. Em seguida ele vai pro Japão para encontrar uma namorada ( que a gente nem imaginava que existia ) e descobre que ela é de uma família de mafiosos ligados ao Tentáculo, um clã de ninjas assassinos mortais ( sentiu o peso, né ? ).  O pai dela é o líder do Clã Yashida e quer casar a filha para aumentar o poder da família, e o Logan não quer aceitar isso. Aliás, a condução de cena das batalhas de espada entre Logan e Lord Shingen são obras primas. O drama das cores, das sombras… foco, mudança, movimento… uma dança conduzida pela morte, narrada pelo próprio protagonista: – ” Eu arranco wolverine1sangue. Ele arranca ainda mais de mim.” Por aí, você já sente a encrenca, né ? Uma das grandes idéias desta mini-serie é a introdução da Mariko Yashida e de Yukio, a ninja assassina. Yukio tem a missão de matar o Logan, mas acaba se apaixonando. Tudo que a gente lê nesta história tem ligação com o Japão e seus costumes. Gosto muito deste toque heterogêneo : De um lado a disciplina e valores orientais japoneses e do outro, a raiva caótica do mutante canadense de alma selvagem. Existem momentos que a selvageria toma conta e Logan curte isso, se solta, abre sorrisos… ele é uma máquina descontrolada que gosta disso. Mas ao final, o lado homem vence, o amor dele por Mariko vence o torna digno e humano, integro. Com controle sobre sua selvageria. Mais uma vez, a sabedoria oriental, se auto-conhecer para se tornar pleno, prevalece. Uma história muito notável, emocionante, inteligente, gratificante. Perdi a conta de quantas vezes eu li e reli esta história nestes anos todos… naqueles gibis pequenos, com a capa solta… remendada com durex por um desesperado menino que curtia muito preservar suas coisas. Você pode imaginar que, embora ninguém hoje em dia pague 1 real por esta edição de 1982, eu não vendo a minha nem por uma Ferrari. Não é o que temos, mas quem somos, que no diz quem somos. Suas atitudes terão peso no mundo e não suas posses. Eu vivo por princípios. Por mais demodê que isso possa parecer.

edd5554c6cb622cf4d54c0aacfaff9ffAssinando o roteiro está o magnifico Chris Claremont. Eu não sei se preciso falar algo dele. Pra mim é o maior de todos os escritores dos mutantes da Marvel de todos os tempos. Insuperável. Existe sim todo um sentimento nostálgico na minha afirmação, mas é aquele esquema. Este é um blog de opinião e não tenho obrigação de ser neutro. Sei que muitos outros redefiniram muito os mutantes depois dele, mas o que este cara fez nos mais de 12-13 anos à frente das revistas mutantes, é definitivamente superior. E todo o estudo que foi feito por ele pra esta revista, definindo seu background, seu passado recente. Aquela medida entre manter o mistério mesmo revelando muito. Ele soube fazer e fez bem feito demais. Seus diálogos são tão barbaros, inteligentes, relevantes e cabíveis… este cara fez uma revolução nas revistas em série. E tendo Frank Miller pra dar vida e movimento às suas idéias, não tinha como não aclamar esta HQ como uma das grandes dentre as grandes. Frank Miller se esbaldou em duelos e movimentos. Acho que esta HQ foi de grande auxilio pra preparar Cavaleiro das Trevas em termos de profundidade de roteiro. Mesmo ele não tendo escrito, apenas desenhado esta série, ela está nos primórdios das mudanças que culminaram em HQs como Watchmen, 300, Gilgamesh, Cavaleiro das Trevas, Ronin… parece que o universo estava se preparando e começou com Eu, Wolverine.

ImortalExistem várias passagens do filme Wolverine Imortal que são baseadas nesta mini-série. Uma pena que a adaptação pro cinema não tenha ficado tão boa. Eu gostei do filme, mas não empolgou. O que considero muito triste, já que a história e o personagem merecem, e muito.

Se você tem alguma dúvida da importância histórica desta revista, espero ter ajudado a situá-la pra você entre as grandes produções da época. Ela consegue ser atual nos anos 80 e se manter com a mesma atualidade nos dias de hoje. Ela não fica datada, mas entender o momento mundial é importante. Leia com tempo, sem pressa. Aprecie as ilustrações ( se você conseguir, pois o ritmo é frenético ). Se permita emocionar com os personagens e entender que emoção não é apenas chorar, mas rir, sentir raiva, medo e inspiração.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

wolverine

wolverine1982series3

13-wolverine1-1c

wolverine mini #1 hand-painted page1

the-wolverine-frank-miller-comic

7KOpiCd

wolverine-spread

wolvieusual2

b775f7d95ff6e3eb812d105ef2e358c9