sábado, 16 de dezembro de 2017

Kingsman – Serviço Secreto

Kingsman

Kingsman – Serviço Secreto

KingsmanTenho que dizer que eu não conhecia Kingsman ( Vergonhaaaahhhh ). Sim, eu estava por fora mesmo ! E tenho mais uma confissão: Eu queria muito ter assistido ao filme no cinema e não consegui ir a tempo e o filme saiu de cartaz em minha cidade ( mais vergonhaaaaahhhh ). Mas, ok. Não me sinto culpado, embora seja uma publicação que eu considero de alta qualidade, inédita e fora do circuito comercial Marvel/DC.

Não, não tenho nada contra Marvel/DC. Pelo contrário, eu amo as duas editores ( entre várias outras também ), mas é legal quando a gente conhece algo com uma qualidade enorme como Kingsman e ainda tem a oportunidade de ver a historia virar filme no cinema. Quando eu vi i trailer pela primeira vez eu fiquei muito entusiasmado, pois une espionagem com a jornada do herói. Eu gosto muito da jornada do herói, seus 12 passos, os arquétipos envolvidos, todo o estudo do Campbell e dedico muito do meu lazer a estudar mais sobre esta caminhada e entender o que torna isso mais interessante e rico me empolga. Joseph Campbell foi questionado em uma entrevista por Bill Moyers sobre o motivo de historias de heróis serem tão populares. E ele disse que é porque é a única historia que vale a pena ser contada. Eu achei muito interessante, principalmente porque o grande tutor do George Lucas para o Kingsmanprimeiro Guerra nas Estrelas de 1978 foi o próprio Campbell. E é por isso que tem uma mitologia tão rica. Curiosamente parece que o GL desaprendeu tudo que ele sabia dos 3 primeiros filmes quando resolveu fazer as prequel. E eu sou daqueles que entende que de uns anos pra cá, trilogias são feitas para serem assistidas como um único filme. Aliás, se você perceber, as séries mais recentes também. Assistindo recentemente e novamente Arquivo X eu percebi uma mudança muito grande na forma de fazer séries. The X-Files é uma típica série de sucesso dos anos 90, com seus “Monster of the Week” e a mitologia principal que roda de fundo, tendo uns 6-7 episódios por temporada que focam na raiz principal. E todos os outros episódios são episódios que funcionam sozinhos. HQ’s já são seriadas a muitos anos… desde que me lembro a gente tem historias que começam em uma edição e terminam várias depois. As vezes somos premiados com histórias completas em 20 páginas, mas isso é raro. As séries de TV hoje caminharam pra esta linha de condução também. Quem acompanha séries como Demolidor do Netflix, Arrow, The Flash e outras muito boas, percebe que a temporada inteira é um grande filme, com quase nenhum episódio funcionando sozinho. E a Marvel é até mais ousada, já que seus filmes e séries estão no mesmo universo, tendo um influenciado o outro em tempo real. Eu acho isso genial. Os fãs ganham mais material inédito e de conteúdo, e os estúdios conseguem criar algo memorável. Aliás, este foi o assunto do video mais recente lá no Canal do YouTube, onde eu e o Fábio Renó falamos sobre o que tem levado a tantos remates de séries, HQ’s, filmes e desenhos animados. Com hoje em dia tanta coisa sendo produzida e lançada ao mesmo tempo, e com o consumo desenfreado de tanta coisa, fica realmente complicado pra um único filme marcar presença e ser uma marca rentável, neste diluído mercado que temos. Por isso a saída é prender o espectador por tanto tempo, tornando memorável e criando um laço emocional com quem assiste. A gente detalha isso no video, que você pode assistir aqui.

KingsmanRetornando ao Kingsman, vou falar um pouco sobre a mini-série em HQ e depois sobre o filme. E ambos foram prazeroso de se curtir. As HQ’s foram publicadas no Brasil em um encadernado da Panini que reune as 6 edições de “The Secret Service“, num total de 172 páginas. Antes do filme, o nome Kingsman nem é citado na HQ, e após o filme, para referenciar, deram o nome de “Kingsman – Serviço Secreto” pro encadernado para criar o referencia nas pessoas. E existem diferenças bebem grandes no roteiro do filme e da HQ. A essência está no filme, mas os detalhes, não.  E o filme é bom do mesmo jeito. Não Kingsmanconseguiria dizer qual é melhor. Eu gostei muito de ambos. Eu diria que a espinha dorsal do roteiro é exatamente a mesma. Ambos começam do mesmo jeito e terminam do mesmo jeito. São conduzidos do mesmo jeito o tempo todo. Mas os detalhes é que mudam, e esta mudança nos detalhes é muito legal. A HQ é mais detalhada, ela tem mais o que contar, e as coisas principais acontecem do mesmo jeito e na mesma ordem, mas de formas diferentes. Vou contar um pouco aqui, mas não tudo, caso ainda não tenha assistido ao filme, ou lido a HQ, saiba que teremos alguns spoilers a partir deste ponto. Coisa pouca, prometo.

KingsmanA mini-série coloca o garoto como parente do agente secreto, e no filme, não. No filme ele é filho de um agente que morre em uma missão de treinamento e por isso o agente principal se sente em dívida com a família e resolve ajudar o moleque, já que ele apresenta algumas qualidades interessantes. As HQ’s dão uma viajada maior em relação as licenças poéticas sobre o “quão bom” o garoto é. O filme não teme se compromisso. Embora as cenas de ação e toda a sequencia da telona siga as HQs, podemos perceber uma condução que remete a uma homenagem aos grandes filmes de espionagens do século passado. Com Gary nightKingsmandireito a apetrechos, carros mega equipados, capacidades de luta sobre humanas e o humor inglês polido como um espelho de bordas afiadas. Uma coisa bem legal é o fato de que Mark Hammil, o pra sempre Luke Skywalker, está em ambas as mídias e em ambas ele morre de maneira estúpida. rs… Vale ressaltar a grande quantidade de referências a series e cinema que a HQ apresenta e isso é um deleite para leitores e geeks mais velhos como eu. Entender as referências não são de forma alguma importantes pra leitura ser legal, mas são um plus a mais.A cena do mata-mata no casamento acontece em local e forma diferente e o gênero do assistente do vilão também é trocado. Cá entre nós, neste quesito o cinema ganha… hehehe… Nas HQ’s, James Arnold é um garoto super-genio branquela, típico nerd fã de ficção, que é um contraponto também ao negro e beeem mais Kingsmanvelho Samuel L Jackson/Richard Valentine que o interpreta no cinema. Que alias faz de forma muito divertida, já que mistura inocência com psicopatia de forma bem engraçada, com a língua presa a aversão a violência.  Aliás, todos os nomes são diferentes, e o filme faz um link bacana entre os Kingsman e os Cavaleiros da Távola Redonda. Isso não é nevem de longe citado na HQ e de novo, não muda nada para curtir ambos. Colin Firth faz o Harry Hart / Galahad, que seria Jack London nas HQs, o super agente secreto. E Taron Egerton, estreante, faz o garoto Gary “Eggsy” Unwin, que seria o sobrinho de Jack, Gary London, na mini-série.

KingsmanAgora vem o melhor. O roteiro é do britânico Mark Millar de Kick-Ass, Velho Logan, Guerra Civil e várias historias do universo Ultimate. Vale lembrar que ele ficou um tempo durante os anos 90 em Monstro do Pantano também, logo após Alan Moore. Curiosamente o próprio diretor do filme, Matthew Vaughn é co-argumentista na série que é desenhada por ninguém menos que o desenhista de Watchmen, Dave Gibbons. Seu traço é característico, mas nota-se que sua versatilidade é grande, já que o traço lembra, mas não é igual.

Bom, como sempre este blog não se trata de falar o que os outros blogs trazem, mas sim um ponto de vista mais especifico. Por isso que não entro em mais detalhes sobre a trama. Gosto de falar sobre o que está por trás e acredito que o começo do texto trouxe um pouco disso.

Este filme me fez escrever um roteiro quase inteiro de um curta que ainda pretendo filmar. Mas isso é outra história !

Recomendo a leitura e o filme. Assista sem medo.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

Secret-Service-2

The-secret-service-3

kingsman-comics

About The Author

Sou um leitor de Quadrinhos e fã de cinema desde que me entendo por gente. Minha primeira “revistinha” ganhei da minha mãe em 1983 e desde então não parei mais de ler.
Portanto este é um blog de um cara que começou a ler HQs há mais de 30 anos e continua apaixonado por este universo !

Related posts