segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Origem – Dan Brown

Origem – Dan Brown

Olá Quadrinheiro

Bom, talvez, não seja bem quadrinheiro, mas um bom leitor de livros se você chegou a esta resenha.

Sou um dos fãs de carteirinha dos livros do Dan Brown, então quando ORIGEM foi lançado, eu tive que comprar ele no próprio dia do lançamento. O sétimo livro do autor, e o quinto com Robert Langdon chegou às livrarias esta semana e preciso te dizer: Vale cada segundo emocionante e impressionante de leitura ! 

Mesmo estilo, mesma estrutura, reflexões e debate diferente.

Dan Brown é um típico autor que não joga pra errar. Ele descobriu sua fórmula e a aplica sem dó. Você sabe que seus livros vão ter Robert Langdon involuntariamente caindo de paraquedas no meio de uma aventura. Que ele vai estar acompanhado de uma mulher. Que ele vai ter que correr por vários pontos maravilhosos de cidades, sempre no meio de arte ( seja clássica, seja moderna ). Em algum momento ele vai fugir da polícia, o tempo vai ser fator determinante de algo. Alguém vai morrer. O vilão é dúbio até se revelar ao final. Vai ter código. Vai ter virada surpreendente. Vai ter laranja do bandido.

Mas vai ter seeeeempre: Um tema forte, polêmico. Daqueles que você fica balançado, pendendo pros dois lados. E desta vez nosso heróico protagonista vai ser engolido pela evolução tecnológica, ao mesmo tempo que um debate entre tradicionalismo e modernismo se desenrola, numa das melhores histórias de conflito e enfrentamento de Ciência versus Religião.

Onde ? Quando ? Arte ?

A trama deste livro é tão envolvente, tão estilosa e cuidadosa, que você percebe que o começo o livro é feito pra te amarrar, se irrita com isso, mas ao mesmo tempo não consegue largar o livro. Comecei a ler na sexta-feira a noite e domingo na hora do almoço já estava sepulcramente pensativo enquanto almoçava ao lado da minha esposa. Muito pensativo, muito reflexivo: E se o que o livro trouxe realmente acontecesse ? Como ficaria o mundo ? Como EU ficaria ?

Langdon desta vez está na Espanha, passando por cidades como Bilbao, Madri e Barcelona. Desta vez mais focado em arte moderna, que ele mesmo admite não entender muito bem, ao mesmo tempo que nos fala de artistas como Galdri, suas loucuras arquitetônicas como a casa Milá e a Sagrada Família e mais um monte de outros artistas, seja como referência, seja aprofundando.

Qual é a trama ?

Basicamente, um ex aluno e atual futurista bilionário e gênio intelectual/científico do Bob Langdon aparece dizendo que tem uma descoberta que vai abalar profundamente o mundo todo. O cientista revela que finalmente conseguiu a resposta para as duas perguntas fundamentais que movimentam a humanidade: “De onde viemos ?” e “Para onde vamos ? “. Com direito a muito futurismo, tecnologias muito avançadas, seitas fundamentalistas, teorias da conspiração, muita aula de arte e questionamentos morais, Dan Brown conduz magistralmente o mistério até nos brindar com um inteligente final onde dificilmente somos capazes de deduzir a real participação de cada personagem antes do momento que ele deseja. A gente até desconfia, mas é realmente difícil ter certeza.

Com mais de 420 páginas, o livro lançado no Brasil pela editora Arqueiro simultaneamente com o mundo todo, é um novo Dan Brown misturado com um Velho Dan Brown. É como re-encontrar um amigo. Espero que continue sempre assim.

Recomendo fortemente !

Abraços do Quadrinheiro Véio

About The Author

Sou um leitor de Quadrinhos e fã de cinema desde que me entendo por gente. Minha primeira “revistinha” ganhei da minha mãe em 1983 e desde então não parei mais de ler.
Portanto este é um blog de um cara que começou a ler HQs há mais de 30 anos e continua apaixonado por este universo !

Related posts

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *