terça-feira, 16 de outubro de 2018

Quadrinhos Star Wars : Poe Dameron

Poe Dameron em Star Wars HQ

Estive lendo recentemente algumas edições da revista Star Wars e estas edições estão com um mix interessante. Estava com Poe Dameron, Dra. Aphra e uma aventura da “trupe” clássica, logo depois da explosão da primera Estrela da Morte.

Mas o assunto deste post é Poe Dameron, o melhor piloto da resistência. E se passa cronologicamente umpouco antes de O Despertar da Força.  São histórias publicadas durante 2017 nos EUA e eu ainda acho sensacional elas chegarem ao Brasil em menos de um ano.

Melhor Piloto ?

Basicamente, Paul Dameron tem um algoz na Primeira Ordem, que não é um algoz comum e nem é PO tanto assim. Ele é um agente meio independente que é remanescente do Império Galático. Terex, ou Agente Terex, ou Lorde Terex, é um ex-stormtrooper que fugiu do Império logo depois da batalha de Jakku, depois da explosão da Estrela da Morte e que, pela sua personalidade obsessiva, se tornou um fanático que desejava que o Império se reerguesse e trouxesse ordem novamente ao caos do universo. Ele realmente acreditava na ordem imposta pelo Imperador e achava que é como deveria ser, e por isso, sua meta era re-estabelecer o Império. Louco de pedra, né ? Mas acredite ou não, é o melhor personagem da revista.

Já o Poe ainda tem aquele jeito meio perdido. Embora mais parecido com o Poe de O Despertar da Força do que com o Poe de Os Últimos Jedi, é um Poe que ainda falta profundidade, deixando todos os personagens ao entorno dele mais interessantes do que ele. Ele ainda vive da fama de “Melhor Piloto da Resistência”, mas isso não aparece. Acho que é algo que me incomoda com relação ao personagem. Aparece um pouco do esquadrão que ele lidera, o Black Squadron, mas nas edições que eu li, não tiveram participação. Eu li as edições 7 a 11 da revista americana Poe Dameron.

História boa

Eu não sou o maior fã de histórias em quadrinhos de Star Wars. São pouquíssimas que eu li que eu realmente gostei. Eu sigo lendo porque a) é Star Wars e b) preciso saber como anda o cânone, já que ( não sei se já mencionei ) é Star Wars 🙂 .

A história tem um bom argumento, interessante até, mas acho que o roteiro perde na execução. Senti falta de algo mais elaborado, mais cheio de detalhes e até mais bem amarrada, mas entendo que nos dias de hoje isso é pedir demais. Até precisamos considerar uma coisa importante, que é o fato de ser uma revista regular e não uma mini-série ou uma graphic novel, que costuma ter um melhor desenvolvimento. A história mostra mais sobre alguns detalhes da vida do piloto, enquanto tenta salvar sua vida e proteger a resistência ainda bem frágil.

Aliás, vale mencionar que o roteiro é de Charles Soule, que bem recentemente esteve em vários títulos da DC como Monstro do Pântano e Lanternas Vermelhos e na Marvel, em Wolverines, Demolidor e mais alguns. Além de ser ele o cara que “matou” o Wolverine daquele modo horrível. No traço, Phil Noto o acompanha com uma arte que achei meio diferente, mas aceitável. Não me fez sentir algo, não é algo de muita personalidade. Aliás, difícil né?  O que de moderno aparece hoje em dia, em que o desenho tem muita diferença entre os desenhistas ? Parece que se estabeleceu um padrãozinho que, se não seguem, estão fora. Poucos desenhistas tem um diferencial notável, Phil não é um deles. Mas a arte é competente, resolve e está “ok”.

Para os fãs de Star Wars, Poe Dameron que está no mix da revista mensal Star Wars é uma leitura bem simples e divertida. É a linha mediana, não é ruim pra chingar e nem boa o suficiente pra um grande elogio.

Abraços do Quadrinheiro Véio !

 

 

About The Author

Sou um leitor de Quadrinhos e fã de cinema desde que me entendo por gente. Minha primeira "revistinha" ganhei da minha mãe em 1983 e desde então não parei mais de ler. Portanto este é um blog de um cara que começou a ler HQs há mais de 30 anos e continua apaixonado por este universo !

Related posts