Star Wars – O Clamor das Sombras – Darth Vader

Star Wars – O Clamor das Sombras – Darth Vader

Olá Quadrinheiro.

Recebi de presente de um inscrito do canal a revista Star Wars – Darth Vader e O Clamor das Sombras, uma edição legends que conta a história de um clonetrooper que se decepcionou com os Jedi e buscou ser um seguidor do então iniciante e maldoso Darth Vader.

Já vou começar dizendo que é uma das melhores histórias de quadrinhos que eu li baseadas em Guerra nas Estrelas. Eu andava bem decepcionado com o que eu andava lendo e havia um tempo que eu parei de procurar algo legal de Star Wars para ler. Quando o amigo Guilherme me enviou a revista, com Darth Vader logo na capa, uma história com o nome dele eu pensei: “Bom, é o Vader, né… vou ler.“. Pra quem não sabe, em toda a saga Star Wars, meu personagem preferido é, de longe, Darth Vader. Mesmo com toda a humanização exagerada do personagens depois das prequels, ainda continuei gostando dele. E é justamente porque esta HQ mostra o lado mais vilanesco dele que eu acredito ter gostar mais da edição. 

A história de um Clone

A princípio, imaginei que fosse uma história do Vader. Mas ao começar a ler, você percebe que é uma história com o Vader, mas contada e sob o ponto de vista de outra pessoa. Começa pouco antes do Episódio III e se extende por alguns anos depois.

A gente conhece a história, praticamente a biografia, de Hock. Um clonetrooper que lutou nas guerras clônicas e ao cai da nave de comando durante uma batalha, foi abandonado pelo seu comandante cujo nome não é citado, mas me parece Agen Kolar. Abandonado, no meio do deserto, reflete sobre sua existência, relembra seu treinamento, sua criação e resolve ser uma pessoa independente, ter mente própria, não deixar que sua origem e ausência de nome próprio o definisse. Decide ter personalidade.

Hock se salva, passa a ajudar um fazendeiro do planeta que caiu e frequenta um bar onde ouve muitas histórias. Cada vez mais alimentando seu ódio pelos Jedi, já que se sentiu traído e abandonado por eles. Entre elas se destaca sempre as histórias sobre um bravo Lord Sith chamado Darth Vader que começava a se destacar nas conquistas do Império e era um grande caçador e matador de Jedi. Hock decide que vai se unir a ele. Deixa a fazenda, corta cabelo e se alista no império. Em pouco tempo, por sua determinação e habilidade, se destaca e acaba sendo escolhido pelo próprio Darth Vader para integrar suas linhas. 

Lembrando que se trata de uma história “Legends“, ou seja, não mais cânone. Não entra como oficial na timeline Disney de Star Wars. 

A partir disso, percebemos um soldado que mais habilidoso que começa a duvidar do Império. Ele percebe que não é bem como ele imaginava. Não são os mocinhos da liberdade e paz que o discurso do Imperador dizia.

Não vou te contar o final, mas te digo que a narrativa, idéia e criatividade são muito boas e dignas de uma época em que Star Wars tinha uma outra forma de ser. Mais fiel a George Lucas, menos focada no publico Disney. E eu gostei muito de como a história caminha, como ela mostra Darth Vader como o grande vilão e cheio de ódio e total ausência de misericórdia. Aquele Darth Vader que fomos levados a crer que ele era antes de revelar seu passado, seus conflitos, sua dúvida. O vilão “preto no branco“, sem nuances de cinza. Fora que eu tenho um carinho especial pelos clones, e ter uma HQ toda de um clone é um grande prazer.

A Edição

Darth Vader – O Clamor das Sombras foi lançada no Brasil pela Panini, em um encadernado que reune as edições 1 a 5 da original Star Wars – Darth Vader and the Cry of Shadows de 2016. O nome faz sentido no final da história. O papel e capa são bons e está ao preço de R$ 18,90. Fácil de encontrar, esta edição tem roteiro de Tim Siedell que também escreveu Star Wars Darth Vader e o Nono Assassino ( publicado também pela Panini no Brasil ) e o desenho de Gabriel Guzman que tem outras publicação de Star Wars e Cable da Marvel. O desenho é competente e acerta no emocional, com ângulos ousados. Quem está acostumado a ler HQ’s de Star Wars sabe que raramente são os artistas top de linha que são selecionados para os projetos, porém O Clamor das Sombras é uma boa excessão. Cores de Michael Atiyeh fecham com nuances de profundidade sem deixa de ter os tons fortes que uma HQ pede. É uma boa arte no geral.

 

Gostei ? 

Sim, Darth Vader – O Clamor das Sombras tem o que dá de melhor de Star Wars, traz lendas, traz emoção, aventura, biografia e a reflexão sobre a ganância do poder versus a insignificância de uma existência manipulada. Tanto do clone, quanto do próprio vilão. Aqui, o vilão é o momento galático. E, como sempre em Guerra nas Estrelas, temos o grande braço forte assassino dando as caras, mas quem é o grande manipulador, que faz tudo acontecer, é o Imperador.

Recomendo a leitura.

Abraços do Quadrinheiro Véio.

Mais sobre Star Wars no canal: http://www.youtube.com/oquadrinheiroveio

Leia mais sobre Star Wars Capitã Phasma aqui no blog !

One thought on “Star Wars – O Clamor das Sombras – Darth Vader

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *