segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Wolverine – Arma X

Wolverine Arma X

Recordo me quando eu li pela primeira vez esta saga… Lembro de ficar muito, muito perdido, de ler devagar, olhando cada detalhe. Wolverine – Arma X é uma das edições obrigatórias para qualquer fã de HQ´s. Sério. Na época que eu li, ela foi lançada num formatinho da Abril, Wolverine Extra 1. A capa dava medo, o nome do autor até então me era desconhecido e tive medo de ser uma bela porcaria. A verdade é que eu fiquei tão abismado com o ritmo, desenhos, narrativa e com a história em si que eu demorei um tempo, uns meses, pra descobrir se eu havia gostado ou não. Até que com um pouco mais de maturidade e lendo mais uma vez, acho que na época da faculdade, eu descobri como é uma HQ Fantástica. E agora acabei comprando na coleção de Graphic Novels da Salvat e não me arrependo nem um pouco. A qualidade to material é ótima e ter em capa dura faz toda a diferença.
Em Wolverine Arma X nos é apresentada uma versão da origem do Logan. Digo, não a origem dele em si, mas das garras e do esqueleto de adamantium. Nesta época o Magneto ainda não havia retirado o adamantium dos ossos dele, então ainda não haviam inventado que as garras já estavam lá feitas de osso, o que dá a entender que elas foram colocadas lá quando ele foi feito uma arma.
A narrativa é excelente. Como foi feita já no final dos anos 80, é visivel como tem o ritmo da época. A ciência envolvida é muito interessante e os traços são tão organicos, que parece que a carne está derretendo do corpo dele. O traço é visceral, vivo, respirando. Fora que as cores são tão fortes, tão vivas, que parece tudo psicodélico, com quadrinhos bem definidos, porém com algumas quebras, como se fossem os anos 70 dando adeus e a chegada dos desenhos mais loucos dos anos 90… mas sem perder a selvageria dos anos 80 sabe assim ? rs…
Fora que a HQ inteira é toda produzida pro um homem só: Barry Windsor-Smith. Este cara deve ser consumidor de LSD, cogumelo e tudo junto pra conceber tamanha complexidade de história. Ele consegue misturar ciência, psicologia, brutalidade, conspiração, drama e suspense de um modo que faz dele único. É como uma característica só dele. Cara, me arrepio com as HQ´s desta época. Nunca mais… diria que foi um dos momentos de auge da Marvel. Antes era tudo inocente, depois, tudo comercial. Neste entre-meios tivemos uma fase de pura arte. Se você é leitor novo, que começou a ler dos anos 2000 em diante, precisa dar um pulo num sebo e começar a pegar as revistas dos anos 80 até meados dos anos 90. Aí sim você vai entender o que eu estou falando.
Nesta revista, Logan é retratado de um modo de que, embora ele seja o protagonista, ele está lá apenas de fundo. O personagem principal mesmo é o processo, é a HQ. Vemos um homem que luta por sua humanidade, não deixando a fera tomar conta. Vemos um processo de busca de sua própria humanidade, mas sem ser clichê. Fora todo o sangue, amputações, assassinatos brutais… a essência do Wolverine, e não este cara manso dos dias de hoje. Este politicamente correto de uns 15 anos pra cá, que está acabando com a arte. Penso que a maior prova de que estamos evoluindo ao contrário é a necessidade de tantas regras sociais. Se não evoluímos por nossa própria consciência, não há evolução. Politicamente correto é o maior atraso de vida do ser humano, pode anotar aí… ;ppp
 Wolverine Arma XBom, é isso. Se quer ler algo bom, com desenhos bem doidos, narrativa inteligente e um Wolverine fiel a si mesmo, esta edição é o que você procura !
 
Abraços do Quadrinheiro Véio !!!
 
 
 
 
 
 
Wolverine Arma X

 

 

 

 

Wolverine Arma X

About The Author

Related posts

5 Comments

  1. oquadrinheiroveio

    Oi, Bruno !
    Cara, acho o máximo como os quadrinhos nos emocionam. Que doideira esta aí desencadeou em você, hein ? Cada um tem um efeito… eu vivo meus dias em busca de rever este Wolverine… e você viveu os seus buscando quando ele finalmente iria aparecer. Isso é muito doido !
    Abraços e obrigado por comentar !

  2. Bruno Marsicano

    Cara, de todos esse é o meu preferido. É caótico do começo ao fim. Voltei a colecionar quadrinhos comprando o encadernado do Arma X que saiu da Panini há algo perto de 6, 7 meses atrás. Nunca tinha lido e foi quase que um soco na cara… Do nada "bum!" tava gastando metade do salário em encadernados de novo! hahaha

    Não consigo nem dizer o que acho do roteiro e muito menos da arte. O Barry-Windsor Smith é impecável. Foi a primeira vez que consegui ver o Logan sendo o que eu sempre esperei ver nos X-Men: Um completo animal acuado, sem a consciência pra o frear. Sensacional do começo ao fim!

    Acho que não consigo falar mais de tanta empolgação. Obra de arte. Pra mim, a "Stairway to Heaven" dos HQs. hahaha

    Grande abraço!

  3. oquadrinheiroveio

    Êi !!! É verdade !! Você tem esta GHM ? Rapaz, eu me recordo que as GHM tinham muitas histórias ótimas. Na maioria das vezes muito bem escolhidas.
    Já publiquei hoje a minha resenha do Extremis. Confesso que a arte não me agradou, mas acho bacana você ter gostado.
    Abraços e obrigado pelo comentário !

  4. vagner araujo

    Arma X…essa é como foi dito pelo próprio Barry Windsor-smith, canônica para o wolvi, mesmo que ele não tivesse essa concepção na época! Definitivamente definiu o que seria o personagem, e vai ser legal ter ela junto com "Origem" no mesmo formato! obrigado salvat!!
    Amigo, neste caso eu acho que tenho alguma vantagem sobre você…essa que vocẽ leu era uma republicação…eu conseguir ler na época que saiu pela primeira vez em Grandes Heróis Marvel (GHM, lembra???) acho que foi na edição 35. E eu já conhecia o desenhista pois eu lia conan também!! Me arrepiei com os extras onde Barry diz que o cara do outro lado da linha telefônica controlando o professor seria o Apocalypse…pena que nunca foi aproveitado!
    Forte abraço!!
    PS: Hoje começo a ler Homem de ferro Extemis…já começa com meio jogo ganho, pois gostei muito do estilo da arte!!

Comments are closed.